Thiago Silva marca, Chelsea domina clássico londrino e vence o Tottenham

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Chelsea dominou o clássico londrino na tarde deste domingo(23), no Stamford Bridge, e venceu o Tottenham por 2 a 0 pela 23ª rodada do Campeonato Inglês. Os gols foram marcados por Ziyech, com um belíssimo chute de fora da área, e Thiago Silva.

A vitória leva os Blues, em terceiro lugar, a 47 pontos, um a menos que o Liverpool, vice-líder, e dez abaixo do líder Manchester City. Já os Spurs continuam na sétima posição, com 36.

Devido à pausa para a Data Fifa, as duas equipes só voltam a campo no dia 5 de fevereiro, pela Copa da Inglaterra. O Chelsea receberá o Plymouth Argyle, e, também em casa, o Tottenham encara o Brighton.

O primeiro tempo começou morno no Stamford Bridge, com poucas chances claras de gol e superioridade dos donos da casa. Nos primeiros 20 minutos, o Chelsea levou perigo com Ziyech e Lukaku, duas vezes. O Chelsea voltou a assustar aos 31 e 32 minutos, com duas oportunidades perdidas pelo centroavante belga.

Os jogadores do Tottenham foram às redes primeiro, mas o gol não valeu. Sessegnon avançou pela esquerda e cruzou rasteiro para Kane, que dominou, girou e tocou com categoria na saída de Kepa. No entanto, o árbitro Paul Tierney marcou a falta do centroavante inglês, que antes de receber a bola empurrou as costas de Thiago Silva. O jogo foi para o intervalo empatado em 0 a 0.

O Chelsea voltou inflamado para a etapa final. Logo aos dois minutos, Ziyech recebeu pela meia direita, ajeitou e acertou um lindo chute colocado, no ângulo, sem chances para Lloris. Autor do golaço, o marroquino quase marcou o segundo no lance seguinte, ao aproveitar uma soba pela entrada da área e soltar a bomba de três dedos, obrigado o goleiro francês a fazer grande defesa. Porém, não demorou e o segundo gol saiu: aos oito, Mount bateu falta fechada e Thiago Silva apareceu bem para desviar de cabeça e ampliar o placar.

Logo após o gol de Thiago Silva, o técnico Antonio Conte tirou Sessegnon e Tanganga e pôs Lucas Moura e Skipp em campo, deixando o Tottenham mais ofensivo. Os visitantes tentaram avançar e até esboçaram uma reação, e levaram perigo em lance de Hojberg e Doherty, aos 25 minutos. Porém, após a entrada de Kanté, os jogadores da casa voltaram a neutralizar o rival londrino e administraram ao resultado. Aos 37, o Tottenham teve sua melhor chance no jogo, quando Kane recebeu cruzamento e cabeceou firme, mas Kepa fez uma grande defesa e manteve a vantagem segura no placar.

Com a derrota no clássico, o Tottenham perdeu também a invencibilidade de nove partidas pela Premier League desde a chegada do técnico Antonio Conte à equipe. Até então, haviam sido seis vitórias e três empates na liga inglesa.

Longe de viver seu melhor momento, Romelu Lukaku fez mais uma partida ruim com a camisa do Chelsea nesse domingo. Um entre os melhores centroavantes do mundo nos últimos anos, o belga perdeu quatro chances claras de gol e foi desarmado pela zaga do rival londrino repetidas vezes no Stamford Bridge. Nesta temporada, Lukaku soma oito gols em 24 jogos. Na última, pela Inter, foram 30 bolas na rede em 44 partidas.

A etapa final começou com um pequeno atraso no Stamford Bridge, após o bandeirinha notar a rede de um dos gols rasgada. Funcionários do estádio foram chamados à meta e, poucos minutos depois, fizeram o reparo com um lacre nos barbantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos