Thiago Silva, lesionado, não sabe se tem condições para a Copa América

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Thiago Silva (C) após ser substituído na final da Liga dos Campeões
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O zagueiro Thiago Silva, do Chelsea, substituído por conta de uma lesão na virilha ainda no primeiro tempo da final da Liga dos Campeões, vencida neste sábado por sua equipe diante do Manchester City, disse não saber se tem condições para jogar com o Brasil na próxima Copa América (13 de junho a 10 de julho).

"Infelizmente não sei como será essa situação devido à lesão", explicou o jogador de 36 anos, quando questionado pelo canal TNT Sports, sobre sua presença no torneio sul-americano de seleções, .

Ele também pode perder os jogos contra Equador e Paraguai, pela quinta e sexta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022.

Se confirmada a ausência do zagueiro, esta será a terceira baixa na lista de convocados do técnico Tite, depois dos cortes de Daniel Alves e Lucas Veríssimo.

Thiago Silva, que conquistou sua primeira Liga dos Campeões neste sábado, na final disputada na cidade do Porto (Portugal), falou sobre sua situação.

"É uma tristeza pela lesão, mas estou muito feliz, muito feliz por este momento." “Merecemos (o título), muitos acreditaram que não éramos favoritos, alguns acharam que uma equipe jogou melhor que a outra, mas numa final tudo está igual”, destacou.

Thiago Silva chegou ao Chelsea nesta temporada, onde espera continuar jogando.

“Estou muito feliz aqui, é um dos meus melhores anos. Acho que, por toda a minha carreira e por toda a temporada que fizemos, estou muito orgulhoso por mim."

O zagueiro brasileiro foi para o time londrino depois da derrota na final da última Liga dos Campeões com o Paris Saint-Germain (1-0 contra o Bayern de Munique) e depois que o clube francês não quis renovar seu contrato.

“Com toda a pressão que tive no PSG para ganhar esta taça, as pessoas me consideraram culpado. Todas as vezes (que equipe não ganhou) a culpa foi minha e é uma pena porque sempre dei tudo pelo clube e espero que ele ganhe um dia. Serei sempre azul e vermelho ", citando as cores do time francês, onde jogou de 2012 a 2020.

jr-raa/bpa/mcd/dr/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos