Thiago Silva admite que faltou coragem ao PSG e afirma que Neymar o enlouqueceu

Thiago Silva, líder e capitão do PSG, falou sobre a derrota por 6 a 1 e a impressionante eliminação para o Barcelona. O zagueiro lamentou o gol sofrido aos 3 minutos, quando Suárez abriu o placar, admitiu que faltou coragem ao clube francês, evitou criticar a arbitragem e exaltou Neymar. Na visão do defensor, o camisa 11 do clube catalão enlouqueceu a ele e ao sistema defensivo do time de Unai Emery.

"(Estou me sentindo) Muito mal pelo jogo que nós fizemos hoje. Temos muito mais qualidade do que aquilo que demonstramos hoje. Esse é o maior sentimento que a gente pode ter. Se você não tivesse condição e qualidade, perdeu, vai para casa e acabou. Mas o que mais frustra é que a gente tinha qualidade para fazer um grande jogo hoje e sair com a classificação", disse Thiago Silva ao Globoesporte.com.

"Em relação ao jogo de ida mudaram pouquíssimos jogadores. Jogaram quase os mesmos, tirando eu (estava lesionado no primeiro jogo). E foram jogos muito distintos um do outro. Lá foi uma equipe mais aguerrida, com mais confiança. Aqui acho que o primeiro gol nos tirou um pouco da tranquilidade para conseguir jogar. Enfim, está sendo uma noite muito difícil, mas temos que levantar a cabeça. Não adianta perder e ficar de cabeça baixa", acrescentou ele.

Thiago Silva Barcelona x PSG 08032017

(Foto: Getty Images)

VEJA TAMBÉM:
Todos os gols de Ney em 2016/17 | CR7 perdeu milagre do Barça | Piqué aposta em bebês

"Eu vi o Neymar da mesma maneira que no jogo de ida. Ele é um moleque que chama a responsabilidade. Toda vez que você o cutuca, ele joga mais. Tanto no jogo de ida quanto nesse tentamos fazer uma marcação bem firme nele, mas ele é tão versátil que encontra dribles que vão te enlouquecendo, vamos dizer assim. É um jogador muito habilidoso. Você dobra a marcação nele, sobre o Messi. Dobra no Messi, sobra o Suárez. É bem por esse lado. Mas o Neymar é sempre muito decisivo, principalmente nesses jogos", afirmou ele.

"Eu preferia que os jogadores do Barcelona tivessem saído, não a torcida. Mas isso mostra a qualidade do adversário. Do outro lado tem o nosso melhor brasileiro, o melhor uruguaio juntamente com o Cavani, e o melhor argentino junto com o Di María. E eles fizeram a diferença junto dos outros jogadores. Mas o mais frustrante é que a gente tinha qualidade para ter um resultado melhor hoje. Faltou um pouco mais de coragem, principalmente no início do jogo. Isso nos tirou um pouco da confiança para continuar jogando", continuou o zagueiro.

A condução da partida foi polêmica, principalmente na marcação do pênalti duvidoso de Marquinhos em Suárez, aos 46 minutos do segundo tempo. Thiago Silva reclamou do lance, mas preferiu não culpar o lance ou o árbitro pelo resultado do confronto.

"Nem vi as imagens ainda. Mas só de estar perto do Marquinhos e do Suárez eu sei que não foi pênalti. Não adianta nem eu ver a imagem, não vai mudar minha opinião. Mas, se eu disser alguma coisa, vai mudar o resultado do jogo? Não vai", afirmou Thiago Silva.

HD Thiago Silva

(Foto: Getty Images)

"É difícil a gente falar de arbitragem. As pessoas vão dizer que estou falando de arbitragem e dando desculpa, mas não é desculpa. Tanto que esta é a quarta vez que me perguntam disso (arbitragem)", apontou ele.

"Não, (não terei) vergonha jamais. Ninguém pensa igual. Ele tem a sensação dele, eu tenho a minha. Mesmo sendo tão difícil o resultado de hoje, não me sinto envergonhado de nenhuma forma. Muito pelo contrário. Somos jogadores de caráter. Infelizmente, com uma derrota como essa, é uma noite muito difícil para todos nós. Para ele de repente possa ser uma noite muito vergonhosa. Mas eu não vejo por esse lado. É complicado sair de um resultado assim, com a cabeça tão quente para falar várias coisas. Mas acho que a gente não mostrou o que é o Paris Saint-Germain hoje", concluiu o brasileiro.