Meia "das antigas", Thiago Galhardo jogaria no meu time

Yahoo Esportes
Thiago Galhardo comemora gol marcado pelo Ceará (Pedro Chaves/Agif/Gazeta Press)
Thiago Galhardo comemora gol marcado pelo Ceará (Pedro Chaves/Agif/Gazeta Press)

Sou do tempo em que jogadores do meio-campo eram nomeados de centromédio, meia-aramador e ponta-de-lança. Cada um com uma característica específica para marcar, armar, driblar, chegar à área adversária e fazer gols. O tempo passou, os espaços ficaram mais curtos e as dificuldades ofensivas aumentaram contra boas defesas.

No futebol brasileiro atual, de muitos toques para os lados e pouca verticalidade, gostaria de mencionar Thiago Galhardo. Aos 30 anos, o meia se transformou num bom destaque do Ceará, após ser dispensado pelo Vasco. Já disputou 11 jogos e marcou sete gols.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

Thiago Galhardo parece um meia das “antigas”. É talentoso, assistente e finalizador. No seu currículo, muitas idas e vindas, com pouca afirmação em alguns times. Dos 12 chamados grandes, atuou no Botafogo e Vasco. No último, foi liberado de uma hora para outra, depois de desentendimentos com dirigentes e integrantes da comissão técnica. Há quem diga que é temperamental e de trato difícil.

No entanto, vejo um jogador sincero nas entrevistas e com boas leituras de jogo. Claro que Galhardo não é um craque ou extra-série, mas para a precária realidade técnica brasileira, é um nome que vai se destacando no Ceará, ajudando o Vozão a somar pontos e encaminhar sua permanência na Série A.

Hoje, Thiago Galhardo jogaria no meu time.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também