Thiago Braz conquista medalha de bronze no salto com vara em Tóquio-2020

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Thiago Braz salta nas Olimpíadas de Tóquio. Foto: BEN STANSALL/AFP via Getty Images
Thiago Braz salta nas Olimpíadas de Tóquio. Foto: BEN STANSALL/AFP via Getty Images

Campeão olímpico na Rio-2016, o brasileiro Thiago Braz levou a medalha de bronze nas Olimpíadas de Tóquio-2020. Thiago Braz começou saltando com sucesso para 5,55m, 5,70m (na segunda tentativa), 5,80m (na segunda tentativa) e depois para 5,87m. Ele acabou falhando três vezes na tentativa de 5,92m. 

A medalha de bronze foi garantida depois que o francês Renaud Lavillenie, machucado no tornozelo e desafeto da torcida brasileira na Rio-2016, saiu da disputa depois de falhar no 5.92m. Como Lavillenie havia pulado o salto anterior de 5,87m, o brasileiro venceu.

Leia também:

O campeão olímpico foi o jovem sueco Arnaud Duplantis, recordista mundial e grande favorito para a prova. A prata ficou com o americano Christopher Nilsen, uma surpresa. Duplantis fez 6,02m e nem tentou quebrar o recorde olímpico de Thiago Braz, de 6,03m. O sueco quis logo quebrar o próprio recorde mundial de 6,18m, mas falhou nas três chances de 6,19m.

Medalhas do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio-2020

É a 14ª medalha do Brasil em Tóquio. Confira as outras:

Thiago Braz agradece por salto na Olimpíada de 2020. Foto: BEN STANSALL/AFP via Getty Images
Thiago Braz agradece por salto na Olimpíada de 2020. Foto: BEN STANSALL/AFP via Getty Images

Carreira de Thiago Braz

Thiago Braz chegou em Tóquio, em 2021, com 27 anos. Na infância, Thiago foi abandonado pelos pais quando tinha apenas dois anos de idade, sendo desde então criado por seus avós paternos Maria do Carmo e Orlando Braz (aos quais se refere como "pai e mãe"), com o apoio de um tio, o ex-atleta Fabiano Braz. É casado desde 2014 com Ana Paula Oliveira, que também é atleta.

O paulista de Marília chamou a atenção do mundo do esporte quando foi campeão na vara do Campeonato Mundial Júnior de Atletismo realizado em julho de 2012 em Barcelona. Thiago ganhou a medalha de ouro com a marca de 5m55, novo recorde brasileiro juvenil, conseguida na primeira tentativa.

Ele brilhou nas Olimpíadas do Rio, em 2016, quando surpreendeu o polêmico francês Lavillenie, que o chamou de inconstante antes da prova, já que Braz falhou no Mundial de Atletismo de 2015, no Pan de 2015 e no Mundial de Atletismo de pista coberta, em 2016. Contando com o apoio do público como em uma torcida de futebol, que vaiava o francês e empurrava o brasileiro, Braz conseguiu a incrível marca de 6,03m e levou o ouro, para desespero do francês, que vociferou contra o público no fim.

Thiago Braz é um dos nove atletas do mundo que saltaram acima dos seis metros de altura com a vara.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos