Thales assume posição de líder da Seleção no Sul-Americano de vôlei

Web Vôlei
LANCE!
Líbero Thales em ação (Marcos Ribolli/Vôlei Renata)
Líbero Thales em ação (Marcos Ribolli/Vôlei Renata)


A Seleção Brasileira masculina de vôlei finalizou a semana no Centro de Desenvolvimento de Saquarema (RJ), nesta sexta-feira. O time viajará no domingo para o Chile, onde disputará o Campeonato Sul-Americano, entre os dias 10 e 14 deste mês. A primeira fase será em Temuco, e a semifinal e final, em Santiago.

Viajarão no domingo os levantadores Fernando Cachopa e Carísio; os opostos Alan e Felipe Roque; os centrais Flávio, Isac, Matheus e Cledenilson; os ponteiros Leal, Douglas, Hugo e Victor Birigui, e os líberos Thales e Maique.

Um dos mais experientes do grupo que estará no Chile, o líbero Thales, de 30 anos, está confiante e demonstra a responsabilidade em ser um dos líderes da Seleção.

- O nosso time está bem, bem preparado, treinamos bastante aqui em Saquarema, o grupo está focado e a expectativa é enorme para fazer um bom campeonato. Queremos apresentar um bom voleibol e a ideia é voltar com o título. Sei da minha responsabilidade, em especial neste grupo mais novo, mas sendo um dos mais velhos, vou estar em cima, cobrando a todos, inclusive a mim mesmo - afirmou Thales.

Não viajarão para o Chile o levantador Bruninho, os pontas Lucarelli e Maurício Borges e os centrais Lucão e Maurício Souza. O outro desfalque é o oposto Wallace, liberado dos demais compromissos da temporada.

O líbero do Brasil ainda destacou o valor de usar o Sul-Americano como uma forte preparação para a Copa do Mundo, última competição da seleção verde e amarela na temporada, que será no Japão, entre os dias 30 de setembro e 15 de outubro.

- Quanto mais jogos fizermos melhor também para a nossa preparação para a Copa do Mundo, que teremos logo na sequência do Sul-Americano, onde vamos enfrentar uns jogos difíceis. Por isso, essa competição se torna ainda mais importante para o nosso grupo - finalizou Thales.

O Brasil está no Grupo A, ao lado de Argentina, Colômbia e Equador. Na Chave B estão Chile, Venezuela, Peru e Bolívia. A estreia do Brasil será no dia 10 de setembro, contra os equatorianos, às 22h (de Brasília).

Não há informação de transmissão. No feminino, a Confederação Sul-Americana exibiu partidas via Facebook.
















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também