Thaisa retorna ao Brasil neste domingo para tratar lesões

Thaisa é bicampeã olímpica e disputará a próxima edição da Superliga / Instagram

Oito meses após a transferência para o voleibol turco, a central bicampeã olímpica Thaisa retornará ao Brasil para tratamento de uma torção no tornozelo direito e também para uma cirurgia no joelho esquerdo. A jogadora desembarca na tarde deste domingo no Aeroporto Internacional de Guarulhos, São Paulo (SP).

Thaisa fará o tratamento no tornozelo com o fisioterapeuta da Seleção Brasileira feminina de vôlei, Fernando Fernandes. A cirurgia, que ainda não tem data marcada, será realizada pelo ortopedista Luis Eduardo Tirico.

- Sei que teria o suporte do Eczacibasi. Isso não me preocupava, de verdade. Mas sempre deixei claro que gostaria de fazer a cirurgia com o meu médico. Eles estão me dando muito apoio em tudo. Estão sendo incríveis comigo e demonstrando muito respeito por mim - afirmou Thaisa.




A lesão no joelho aconteceu no dia 20 de janeiro, na vitória por 3 sets a 0 sobre o Bursa, pela liga turca. O que no início era apontado pelos médicos do clube como uma ruptura parcial do ligamento lateral e de parte do menisco, evoluiu para um edema ósseo e lesão em parte da cartilagem.

Ainda assim, a central jogou quatro vezes no sacrifício e na partida contra o Fenerbahce, pela Champions League, no último dia quatro, acabou sofrendo uma forte torção no tornozelo que chocou o mundo esportivo pelas fortes imagens. Hospitalizada, Thaisa voltou para casa dois dias depois, com uma bota de gesso na perna direita, encerrando ali sua temporada no Eczacibasi.

Além das lesões, Thaisa e o marido Guilherme Pallesi escaparam de um atentado no dia 31 de dezembro, na passagem do Ano Novo, em Istambul. A intuição da jogadora falou mais alto e eles não foram ao clube Reina, alvo de um terrorista que matou 29 pessoas e ferindo outras 70. Apesar de tudo o que viveu, a central bicampeã olímpica não tem arrependimentos de sua primeira passagem por um clube fora do Brasil.

- Fui muito feliz aqui, apesar de tudo o que aconteceu. O carinho e o apoio de todos no clube me confortaram muito. Não me arrependo de nada. Todos demonstraram muito respeito por mim, inclusive nossos big boss - afirmou Thaisa, que tem contrato com o Eczacibasi Vitra até maio de 2018.





E MAIS: