Textor fala sobre melhorias no Espaço Lonier e cita terreno oferecido pela Prefeitura do Rio ao Botafogo

Textor pretende fazer melhorias nas estruturas do Botafogo em 2023 (Foto: Vítor Silva/Botafogo)


Em 2023, um dos focos de John Textor são as melhorias estruturais do Botafogo. O norte-americano participou de uma live no portal "Fogão Net" com outras páginas independentes que cobrem o clube diariamente. Nela, o bilionário falou sobre a reforma dos campos do Espaço Lonier e que pretende acelerar a instalação de estruturas de contêiner.

+ Confira as movimentações do Botafogo no mercado na bola no Vaivém do L!

- Fiquei muito surpreso positivamente em ver como o Luís Castro estava feliz em ver as melhores que fizemos no Lonier, principalmente no gramado. Eu fui no escritório dele, o ar-condicionado estava muito barulhento, talvez fosse o pior ar-condicionado que eu já vi. Os campos estão muito bons, mas a estrutura em si precisa ser totalmente reformada. Fizeram um bom trabalho para deixar o Lonier funcional, mas precisamos de uma profunda reestruturação - revelou Textor.

- O melhor que podemos agora é deixar o Lonier da melhor forma possível para os jogadores. Vamos continuar investindo em demolir algumas estruturas que não estão sendo utilizadas e trocá-las por estruturas de contêiner. Estrutura hoje não é mais um problema - acrescentou.

Textor também citou que como o Espaço Lonier e o Estádio Nilton Santos não são propriedades da SAF do Botafogo, atrapalha o processo. Por isso, o clube segue de olho no terreno oferecido pela Prefeitura do Rio para construção do novo Centro de Treinamento do Glorioso. O empresário espera viabilizar o projeto, com uma estrutura mais completa.

+ Confira e simule a tabela do Campeonato Carioca

- Temos dois grandes problemas, não podemos investir em algo do qual você não é dono. Temos que colocar muito dinheiro num lugar que não é nosso, tanto no Lonier, quando no Nilton Santos. O Lonier é uma propriedade do clube, que está dada em garantia para outros credores, inclusive dos irmãos irmãos Moreira Salles. Os irmãos são incríveis apoiadores do clube, se ofereceram a fazer grandes investimentos ao Lonier, mas a visão deles é para construir uma escola e uma estrutura para as divisões de base. Concordo com eles, é um lugar tranquilo, bonito, seguro, e faz todo o sentido o projeto deles. O problema é que Luís Castro acha o lugar perfeito para o profissional, sub-23 e sub-20. Precisamos entrar num acordo com os Moreira Salles, que têm sido muito generosos, o clube tem uma dívida muito grande com eles. O Lonier é grande suficiente para ter a base e o profissional? Acredito que não - explicou Textor, antes de completar:

- Voltamos os olhares para um terreno grande oferecido pela Prefeitura próximo ao Lonier e estamos trabalhando juntos para viabilizá-lo. Podemos ter nesse terreno a estrutura completa, uma parceria com o Lyon, etc, e não é uma decisão que precisamos tomar agora. Se começarmos agora a destruição das estruturas do Lonier, podemos substituí-las em pouco tempo por estruturas de contêiner, além de fazer outros campos, dando uma estrutura de primeira classe. Os torcedores exigem celeridade, eu me reuni com o prefeito, apertamos as mãos, mas nunca vi um papel assinado, porque essas coisas exigem tempo - concluiu.