Para terminar ano no azul, Modesto admite venda de atleta em julho

Quando acabou o último Campeonato Brasileiro, muitas especulações sobre a saída de alguns jogadores do Santos começaram a surgir. E contrariando os prognósticos, o Peixe manteve o time titular e ainda trouxe seis reforços. Porém, a história não deve se repetir na próxima janela de transferências internacionais, que começa em julho.

O presidente Modesto Roma Júnior admitiu que deve vender de pelo menos um jogador para terminar a temporada no azul. O mandatário, inclusive, lamentou a necessidade de se desfazer de algum atleta.

“Vamos ter que vender. Não vai ter como. Vamos ver as propostas, mas não dá pra fazer futurologia. O objetivo é ter bons negócios. É mais importante ter bons negócios do que bons jogadores (na próxima janela de transferências)”, disse Modesto.

Os mais cotados para saírem da Vila Belmiro são Zeca e Thiago Maia. Campeões olímpicos com a Seleção Brasileira em 2016, os dois já foram sondados por alguns clubes da Europa na última janela de transferências.

Vale lembrar que para fechar o último ano no azul, o alvinegro precisou vender Geuvânio e Gabigol para Tianjin Quanjian, da China, e Internazionale de Milão, da Itália, respectivamente. As negociações renderam mais de R$ 100 milhões.