Tenista Mónica Puig, ouro na Rio-2016, não irá a Tóquio por lesão

·1 minuto de leitura
(arquivo) A porto-riquenha Mónica Puig durante o torneio Wuhan Open em setembro de 2019

A porto-riquenha Mónica Puig, primeira tenista latino-americana a conquistar um ouro olímpico, anunciou neste domingo que não vai poder disputar as Olimpíadas de Tóquio devido a uma lesão no ombro.

A medalhista de ouro nos Jogos do Rio-2016 passou por uma segunda cirurgia no ombro direito há uma semana para tratar do tendão do bíceps.

"Isso me coloca em uma posição muito difícil e não poderei participar das Olimpíadas de Tóquio este ano. Foi uma decisão muito difícil", lamentou a tenista de San Juan em um vídeo no Instagram, no qual aparece sentada e com o braço imobilizado.

Puig, de 27 anos, passou por uma primeira cirurgia em dezembro de 2019, mas devido ao desconforto que sentiu durante as competições, disputou apenas três partidas desde então.

"Minha equipe e eu pensamos a longo prazo e em prorrogar minha carreira o máximo de anos possível, e esperamos disputar as Olimpíadas de Paris em 2024. Esse foi um dos motivos que nos levou a tomar essa decisão", disse ela.

"A segunda razão é que obviamente ninguém quer jogar com dor. A dor era insuportável para ficar mais de 10 minutos na quadra", explicou Puig, que vai perder o restante da temporada da WTA.

Puig se tornou uma heroína do esporte em Porto Rico com seu inesperado triunfo no torneio de tênis da Rio-2016, onde conquistou o primeiro ouro olímpico da história de seu país e o primeiro para um tenista latino-americana.

A porto-riquenha, então número 34 do ranking da WTA, derrotou na terceira fase a espanhola Garbiñe Muguruza, que havia vencido Wimbledon pouco antes, e na final derrotou a alemã Angelique Kerber, segunda do ranking mundial na época.

gbv/cl/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos