Tenista é diagnosticada com COVID-19 antes do torneio WTA de Palermo

·1 minuto de leitura
A tenista romena Simona Halep, número 2 do mundo, desistiu de participar do torneio WTA em Palermo, devido à quarentena imposta na Itália a quem esteve recentemente na Romênia ou na Bulgária

Uma tenista testou positivo para a COVID-19 antes do início do torneio WTA de Palermo, o primeiro do circuito feminino após mais de cinco meses de suspensão por conta da pandemia, informaram neste sábado os organizadores do evento, que será realizado na cidade italiana a partir de 3 de agosto.

A identidade da atleta, que não apresentava sintomas da doença, não foi revelada.

"A eficácia dos protocolos e controles nos permitiu detectar um caso positivo entre as jogadoras que vieram para Palermo", anunciou o professor Antonio Cascio, consultor do torneio sobre o novo coronavírus.

"A tenista, enquanto esperava pelos resultados dos testes, estava o tempo todo em seu quarto de hotel", acrescentou Cascio.

A WTA confirmou que o torneio ocorrerá conforme programado.