Tendência para os próximos anos é de não ter brasileiros na F1 e na Indy

Redação GP

A ida de Matheus Leist para fazer quatro corridas no SportsCar em 2020 e a certeza de Tony Kanaan fazer apenas as corridas da Indy em circuitos ovais na próxima temporada é mais um sinal de que, em um futuro próximo, o Brasil vai ficar sem representantes em duas das principais categorias do automobilismo mundial. É o comentário de Guilherme Bloisi no PADDOCK GP #190. ASSISTA

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio


Paddockast #46

OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM





Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo


O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.


Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.









Leia também