"Temporada de esportes profissionais não poderá ser retomada", diz primeiro-ministro francês

AFP
O primeiro-ministro francês Edouard Philippe faz um discurso em que apresenta o plano do governo para sair da situação de lockdown, na Assembleia Nacional Francesa em Paris, no dia 28 de abril de 2020
O primeiro-ministro francês Edouard Philippe faz um discurso em que apresenta o plano do governo para sair da situação de lockdown, na Assembleia Nacional Francesa em Paris, no dia 28 de abril de 2020

"A temporada 2019-2020 de esportes profissionais, incluindo futebol, não pode ser retomada", anunciou o primeiro-ministro francês Edouard Philippe nesta terça-feira em discurso na Assembleia Nacional, acabando com as esperanças dos diferentes campeonatos, interrompidos desde março devido a pandemia de coronavírus.

"Todos os eventos que reúnem mais de 5.000 participantes não serão realizados antes de setembro", afirmou Philippe. Essa medida diz respeito "aos grandes eventos esportivos e culturais, incluindo festivais e grandes salões profissionais", explicou.

A decisão da Uefa de adiar a Euro-2020 para 2021 ofereceu ao futebol a possibilidade de o campeonato nacional terminar mais tarde do que o habitual, após o hiato atual devido à pandemia.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mas a hipótese preferida da Liga de Futebol Profissional (LFP), de retomar a competição em 17 de junho com portões fechados e encerrá-la em 25 de julho, permanece muito comprometida após o anúncio do primeiro-ministro.

Este projeto permitiu aos jogadores pelo menos quatro semanas de preparação física, o tempo mínimo estimado pelos especialistas para entrar em forma, caso o treinamento fosse retomado em 11 de maio, o dia em que as medidas de confinamento na França começaram a ser flexibilizadas.

Além disso, a ideia de estender o campeonato francês seguia as recomendações da Uefa, que pedia a conclusão das competições nacionais, antes de encerrar as continentais, teoricamente em agosto.

O anúncio de Philippe também deixa em aberto o final da temporada 2019-2020 do Top 14 de rugby, uma das principais competições desse esporte, e em teoria confirma a realização do Tour de France, remarcado de 29 de agosto para 20 de setembro, desde que atenda ao limite de 5.000 pessoas, pelo menos nos primeiros dias.

Para os ciclistas, confinados assim como outros atletas desde 17 de março, os anúncios do primeiro-ministro abrem caminho para retomar os treinamentos individuais na estrada, a partir de 11 de maio.

Leia também