'Tem gente que é movida a cachê', diz narrador em meio a polêmicas sobre ausências no velório de Pelé

Velório de Pelé recebeu milhares de admiradores na Vila Belmiro (Foto: Fernando Roberto / LANCE!)


As redes sociais foram tomadas por polêmicas acerca da ausência de jogadores, ex-atletas e dirigentes no velório de Pelé, que terminou na manhã desta terça-feira, na Vila Belmiro, em Santos. Enquanto jornalistas e internautas cobram personalidades que não compareceram ao evento, o narrador Jorge Iggor, da "TNT Sports", escreveu indireta em seu perfil no Twitter.

- Tem gente que só é movida a cachê - publicou o jornalista.

+ Saiba as personalidades que estiveram presentes no velório de Pelé

Nos comentários, internautas interpretaram que o narrador falava sobre as ausências no velório de Pelé. A maioria dos perfis concordaram com a frase de Jorge Iggor.

- Sua fala foi espetacular, Jorge. Apenas um jogador que representou o Brasil nas últimas oito copas esteve presente no velório do Pelé, é um dos maiores escárnios que eu já vi na vida - escreveu um internauta.

- Até agora, nenhum representante do penta passou pelo velório do Pelé. E do tetra, apenas Mauro Silva passou pela Vila Belmiro. Feio, muito feio - comentou outro.

+ Apresentadora da ESPN cobra ídolos do futebol por ausência no velório de Pelé: 'Cadê a Marta?'

Antes, Jorge Iggor já havia criticado jogadores pentacampeões mundiais com a Seleção Brasileira por não comparecem ao velório. O narrador falou que era "um absurdo" não terem ido a um evento que homenageou Pelé no Qatar durante a Copa do Mundo e disse que "errariam de novo" caso não fossem ao funeral do Rei do Futebol.

O perfil nas redes sociais de Kaká, um dos pentacampeões mundiais em 2002, foi "invadido" com comentários de internautas sobre o tema. Perfis relembraram frase polêmica do ex-jogador, na qual disse que os brasileiros "não reconhecem os talentos", para cobrar ausência no velório de Pelé.

Somente dois atletas que disputaram Copas do Mundo pelo Brasil no século XXI tiveram presença no funeral do Rei do Futebol confirmada: Zé Roberto, que chegou a carregar o caixão do ídolo da Seleção e do Santos, e Elano.