Técnico do Leipzig diz que árbitro queria autógrafo de Neymar

·2 min de leitura
Técnico do RB Leipzig disparou contra o árbitro e Neymar. Foto: Mario Hommes/DeFodi Images via Getty Images
Técnico do RB Leipzig disparou contra o árbitro e Neymar. Foto: Mario Hommes/DeFodi Images via Getty Images

O jogo entre RB Leipzig e Paris Saint-Germain, pela Liga dos Campeões, terminou na última quarta-feira com empate em 2 a 2, mas segue dando o que falar. Isso porque o técnico do time alemão, Jesse Marsch, não gostou nada da atuação do árbitro sueco Andreas Ekberg.

Segundo o treinador norte-americano, o juiz favoreceu o PSG em suas marcações. Ekberg usou o craque brasileiro Neymar para justificar as reclamações.

Leia também:

"Por diversas vezes, era como se quisesse o autógrafo de Neymar marcado no seu cartão amarelo”, afirmou o técnico.

Quem acabou punido com cartão amarelo foi o próprio Marsch, aos 29 minutos do primeiro tempo. O comandante não gostou nada da não marcação de um toque de mão do lateral Nuno Mendes e ficou enfurecido quando, em seguida, o árbitro assinalou falta em Neymar.

Mesmo a marcação de um pênalti para o Leipzig no fim do confronto, após intervenção do VAR, teve “cornetagem” do treinador. No lance, Kimpembe pulou e caiu por cima de Nkunku em disputa no alto.

“Ele não foi bom. Mesmo no segundo pênalti, ele teve que ir ao VAR para enxergar uma falta óbvia!”

Mesmo jogando melhor que o time parisiense, com 17 finalizações contra sete dos franceses, o Leipzig não conseguiu a vitória e somou apenas o primeiro ponto na Liga dos Campeões. Sem chances de classificação para a fase de mata-mata, a briga agora é por uma vaga na Liga Europa.

No próximo dia 24, o RB encara o Brugge, na Bélgica, pela quinta rodada. O City lidera a chave, com nove pontos, seguido do PSG, que tem oito. Os belgas fecham a tabela, com quatro pontos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos