Técnico do Irã se recusa a falar sobre direitos das mulheres

Carlos Queiroz, comandante do Irã, abandonou a coletiva de imprensa quando foi perguntado sobre o tema polêmico.
Carlos Queiroz, comandante do Irã, abandonou a coletiva de imprensa quando foi perguntado sobre o tema polêmico. Foto: (Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images)

Comandante da Seleção do Irã, o técnico português Carlos Queiroz deixou a coletiva de imprensa sem responder uma pergunta feita sobre as violações de direitos das mulheres iranianas. Na dinâmica antes do treino do elenco para a Copa do Mundo do Catar, que será realizada entre os dias 20 de novembro e 18 de dezembro deste ano, Queiroz criticou a atitude do repórter e deixou a sala.

Visivelmente incomodado com a situação, Carlos Queiroz disparou: "Para qual canal você trabalha? Quanto vai me pagar para responder a essa pergunta? Vocês são uma empresa privada, quanto vão me pagar? Fale com o seu chefe e no final da Copa posso te dar uma resposta se me fizer uma boa oferta. Para responder a essa pergunta, não coloque palavras que eu não disse na minha boca, eu estou perguntando à sua companhia quanto vão me pagar para responder. Acho que devia pensar também sobre o que acontece com os imigrantes na Inglaterra, como são tratados".

Leia também:

Em outro momento da entrevista coletiva, quando questionado sobre possíveis protestos por parte dos jogadores do Irã, também a respeito dos direitos das mulheres, Carlos Queiroz afirmou que seus atletas são livres para fazerem o que quiserem: "O Irã é exatamente como o seu país. Segue o espírito do jogo e as regras da Fifa. É assim que você se expressa no futebol. Todos têm o direito de se expressar. Vocês se ajoelham nos jogos. Algumas pessoas concordam, outras não, e no Irã é exatamente o mesmo. Mas esse tipo de assunto não está em questão na seleção nacional, os jogadores só têm uma coisa na cabeça que é lutar pelo sonho de passar da fase de grupos".

No Grupo B, o Irã enfrenta as seleções de Inglaterra, País de Gales e Estados Unidos. A estreia no Mundial é contra os ingleses na próxima segunda-feira.