'O Segredo' da vida real: técnicas de manifestação para uma vida melhor

Marcela De Mingo
·7 minuto de leitura
Portrait of cheerful african american businesswoman discussing and smiling at the meeting with colleagues
Manifestar o que se quer exige compromisso consigo mesmo e, claro, autoconhecimento (Foto: Getty Images)

Há muitos anos, o livro 'O Segredo' fez bastante sucesso ao contar como materializar grandes mudanças de vida, metas pessoais e até objetos físicos, como carros novos ou casas, usando a lei da atração. Muita gente caiu de cabeça na ideia, outras tantas tinham certeza que era tudo mentira. Independentemente do caso, fato é: as técnicas de manifestação são uma forma prática e bem real de alcançar aquilo que você sempre sonhou.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Considerando o ano que tivemos, é importante buscar formas não só de motivar a si mesmo a olhar para os próximos meses de maneira positiva e planejada, mas também procurar tornar essa positividade em algo prático e possível. Entram aí as técnicas de manifestação, que se tornaram muito populares em 2020 e tiverem um aumento de 105% de buscas no Pinterest.

O que são técnicas de manifestação?

"Manifestação é tudo que você deseja ter e experienciar, desde um emprego até uma amizade, um sentimento ou bem material", explica Nádia Schmidt, comunicadora e terapeuta energética, criadora do LDA, uma plataforma de espiritualidade contemporânea e terapias. "Você pode manifestar sensações (como se sentir realizada) ou pessoas (amigos, relações amorosas), e também animais de estimação, bens materiais, e até estilo de vida (espiritual, fitness ou liberal)."

A terapeuta explica que o conhecimento sobre manifestações não é de hoje, ela ficou conhecida por meio da física quântica, de bons pensamentos e até da mentalização. Mas, diz ela, existem técnicas de terapias energéticas que ajudam você a observar os movimentos da sua vida e o que fazer para manifestar algo. "Cada vez mais a manifestação está mais linkada com liberar energias estagnadas da sua vida para algo entrar do que ficar apenas mentalizando o que você quer. Está muito ligada a ser você mesma, na autenticidade, para poder atrair e receber o que realmente é ideal para você."

Leia também

Por isso mesmo, a manifestação é algo extremamente prático. Para Nádia, ela está nas atitudes de cada um, principalmente nos "nãos" que falamos no dia a dia. "É sobre delimitar espaço, se respeitar e colocar limites", diz ela. "Porque se o que você está pedindo pede espaço para entrar, você precisa permitir que esse espaço fique livre para receber."

E, para tornar isso parte do seu dia a dia, existem passos que você pode seguir, como fazer uma lista de desejos e se manter alinhado com ela, finalizar ciclos, liberar pessoas (e, às vezes, ressentimentos), além de fazer uso do "Não". "Mas o segredo está no seu passado e na sua criação como criança", continua.

A comunicadora, que comanda o podcast 'Poder Pessoal', um dos mais escutados no país sobre espiritualidade, explica que a vida é energia e que estamos sempre vivendo experiências que indicam se a manifestação vai acontecer e em qual nível ela se encontra. "A gente sente quando ela está perto, e, então, acontece alguma situação que pede valor pessoal de você para, após alguns dias ou semanas, ela entrar. As nossas atitudes indicam se estamos preparados para receber algo na nossa vida, se sabemos 'segurar' a base daquela energia e se estamos alinhados com o que pedimos."

Um exemplo é você pedir por um relacionamento saudável, mas alimentar cotidianamente comportamentos que dizem o contrário, com relações repletas de brigas, ciúmes e desconfiança. Nesse caso, mesmo que alguém apareça oferecendo uma relação mais saudável, você não estará preparado para lidar com aquilo, de forma que essa manifestação não se mantém na sua vida.

"Se você começa a se alinhar, se perdoando, entendendo por que você tem tantas inseguranças, olhando a relação dos seus pais (ou criadores), liberando ressentimentos de últimas relações, você vai percebendo, aos poucos, a manifestação acontecendo, até você estar realmente alinhada (em atitudes e pensamentos) com aquilo que você pediu. Manifestar é um processo de liberar energias da sua vida", reforça ela.

Como as técnicas de manifestação funcionam?

Segundo a terapeuta e consteladora Alessandra Pais, as técnicas de manifestação são muito mais práticas do que se imagina, mas dependem de um fator essencial: ter e manter o foco em si. Em live com o Yahoo Vida e Estilo (que você pode ver abaixo), ela explica que o primeiro e principal passo para uma manifestação de sucesso é pensar no seu bem-estar e no que você quer, de forma que essa manifestação depende pura e simplesmente de você mesmo e ninguém mais.

Um exemplo seria a alimentação. Uma manifestação plausível em relação a isso seria: "eu quero me alimentar melhor para ter mais disposição e bem-estar nos meus dias". Nesse caso, buscar uma alimentação mais adequada depende unicamente de quem estabeleceu esse ponto como uma algo desejável. Um caso contrário seria: "eu quero que a minha família se alimente melhor". Aqui, como outras pessoas estão envolvidas, a chance de frustração e do objetivo não ser alcançado da forma desejada são muito grandes.

Outro ponto importante, e talvez um segundo passo, é lembrar de não apoiar uma meta em cima de outra. Por exemplo: querer uma bicicleta é a meta, mas muita gente pode acreditar que, para isso, é preciso dinheiro. Por isso, estabelecem a manifestação como "Quero dinheiro para comprar uma bicicleta". Nesse caso, as metas foram empilhadas, sendo "ganhar dinheiro" uma e "comprar uma bicicleta" outra.

É claro que, muitas vezes, duas metas podem estar relacionadas, mas ter essa clareza de qual é o objetivo abre espaço para o terceiro ponto, que é o planejamento. Se você quer uma bicicleta, quais são os meios de consegui-la? É entrar em um concurso cujo prêmio é uma bicicleta? Pedir de presente para alguém em uma data importante, como um aniversário ou no Natal? É (e talvez essa seja a mais plausível) pesquisar o valor dessa bicicleta e pensar quanto dinheiro você pode guardar mensalmente para comprá-la? Aqui, os meios para alcançar esse objetivo ficam a seu critério, mas é importante que eles sejam claros e objetivos.

Nisso, vale outro ponto importante: considerar o contexto. Segundo Alessandra é essencial que as suas manifestações não causem mal ao meio ambiente ou aos outros, e que respeitem o momento em que se vive. Por exemplo, vivemos um período da história em que uma manifestação do tipo "quero fazer um mochilão pela Europa" não só não é recomendado como pode ser nocivo para outras pessoas e para você mesmo, que corre o risco de contrair COVID-19. Dessa forma, se o seu desejo é conhecer o continente europeu, o que você pode fazer, nesse momento, para que isso aconteça? Ler a história de um país sobre o qual você tenha curiosidade, consumir conteúdos locais (como filmes ou séries) e até aprender uma língua europeia podem ser opções factíveis e condizentes com o momento - ao mesmo que respeitam a regra de não gerar malefícios ao ambiente e aos outros.

Por fim, vale lembrar que qualquer manifestação - ou meta - precisa de tempo e organização para ser pensada, planejada e executada, além de uma data limite para ser cumprida.

"O ideal é tirar um tempo para pensar o que você gostaria de vivenciar nos próximos meses ou ano. Não aconselho ir muito longe porque o processo de liberar energias pode ser forte e muitos desejos podem mudar. Escrever em torno de 4 a 5 itens e focar na liberação de energias da sua vida que podem estar impedindo essas coisas de acontecerem - comportamentos, pensamentos, amizades, ressentimentos com a família - e dedicar os próximos meses em ir trabalhando isso com meditação, terapia tradicional ou holística e estudo", diz Nádia. "Caso você não souber o que você quer, faça a lista de itens de sentimentos e sensações. O que você gostaria de sentir, e permita que as experiências cheguem."

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube