Tchê Tchê sonha chegar à Seleção Brasileira

Antes de primeiro duelo em casa pela Copa Libertadores, volante fala sobre carreira em ascensão

O Palmeiras faz nesta quarta-feira, 15, o primeiro jogo em pela Copa Libertadores. O Verdão enfrenta o Jorge Wilstermann, da Bolívia, às 21h45 (horário de Brasília) e terá Tchê Tchê como uma das peças importantes em campo. O volante, que quase aposentou há algumas temporadas, chegou no Alviverde no passado e vem em grande ascensão. O camisa 8 falou sobre a satisfação com o atual momento da carreira.

“Sempre deixei claro que era o meu sonho jogar com a camisa de um grande clube. Eu sempre quis jogar pelo Palmeiras e vestir a camisa 8, que já foi do César Sampaio, Mazinho... Mas me dedicarei ao máximo, independentemente do número”, afirmou o jogador em entrevista coletiva.

Os números de Tchê Tchê no Paulistão 2017

“É um sonho de infância, eu sempre quis jogar em um estádio lotado, com a torcida gritando o meu nome e empurrando”, completou.

Sobre o desafio da Libertadores, Tchê Tchê quer evitar uma eliminação precoce, como a que aconteceu em 2016, quando o Palmeiras ficou na primeira fase.

“O pessoal que já estava aqui comenta o que aconteceu na edição passada. Sabemos que é super importante vencer em casa, independentemente do time que estiver enfrentando. O adversário de amanhã é rápido, marcou seis gols em um time tradicional, então vamos respeitá-los. Mas sabemos que precisamos nos impor em casa, é muito importante uma vitória.”

Por fim, o volante comentou sobre a possibilidade dessa sua boa fase resultar em uma convocação de Tite. 

“A gente fica feliz quando acontece esse tipo de comentário, mas não cabe a nós, jogadores. Cabe ao treinador da Seleção. Tenho de fazer o melhor papel no clube. Se esses comentários estão surgindo, eu estou no caminho certo”, encerrou.