Tchê Tchê enaltece “pai” Fernando Diniz e elogia elenco do Palmeiras

Depois de um período fora por lesão no ombro esquerdo, Tchê Tchê voltou – antes do esperado – e já foi um dos destaques do Palmeiras no Choque-Rei de sábado. Com um belo gol de esquerda no clássico, o volante que se intitulou ambidestro em entrevista à ESPN, nesta segunda-feira, falou da sua ascensão em tão pouco tempo e se disse à vontade no Verdão.

Leia mais: Palmeiras poupa Fabiano e Borja em treino para pegar time boliviano

Dudu concorda com Ceni e revela brincadeira de Robinho por gol

“Primeiramente agradeço a Deus, todas as coisas que vêm acontecendo são pela vontade dele. Segundo ao Fernando Diniz, eu tenho um laço muito forte com ele, de pai para filho mesmo. Então minha vida começa a mudar quando recebo uma ligação dele. Não tinha nenhum clube para ir antes do Paulistão [de 2016] e hoje eu vivo um momento muito bom. É algo além do que sonhei, estou muito feliz. Não estou nem a um ano no Palmeiras, mas me sinto como se tivesse a vários aqui”, disse o meio-campista de 24 anos.

Além de dosar o assédio que vive a partir de quando chegou ao Palmeiras, pela rápida adaptação e ótima atuação no ano passado com a camisa verde e branca, Tchê Tchê convive com a pressão que o clube recebe por títulos, mas se diz tranquilo em relação a isso.

“A cobrança é sadia, aqui a gente sabe que tem esta responsabilidade de sempre estar brigando por título. Não pelos jogadores que foram contratados, ou pelo elenco, mas sim pelo Palmeiras, pela grandeza deste clube. Acho que é uma cobrança boa”, afirmou.

Ainda neste assunto, o atleta fez questão de elogiar o elenco e garantir que o bom ambiente é uma das forças do Palmeiras – inclusive para quarta-feira, na partida contra o Jorge Wilstermann, pela Copa Libertadores.

“Eu acho que a gente tem um elenco muito bom. Qualquer um que jogar vai ter condição de representar bem o Palmeiras. A vaidade não tem espaço aqui. É muito importante conseguirmos esta vitória até pela pausa que vai ter depois na Libertadores”, garantiu.

Por fim, Tchê Tchê falou sobre jogadores que gosta de assistir na Europa: “Da Europa eu gosto muito de ver o Pogba, o Thiago Alcântara também. O Thiago ainda mais pelo estilo de jogo, estilo moderno. Não que me espelhe, mas gosto muito de observar estes dois jogadores”, completou.