Tata Martino não costuma ter sorte contra Argentina

Tata Martino em entrevista coletiva nessa sexta-feira (25). Foto: ALFREDO ESTRELLA/AFP via Getty Images
Tata Martino em entrevista coletiva nessa sexta-feira (25). Foto: ALFREDO ESTRELLA/AFP via Getty Images

Argentina e México enfrentam-se neste sábado (26), às 16h (horário de Brasília), no Lusail Stadium, em partida válida pela segunda rodada do Grupo C da Copa do Mundo. Além disso, esse confronto traz outro retrospecto favorável aos “Hermanos”, ou seja, o argentino e técnico do México, Tata Martino, não costuma ter sorte quando enfrenta o seu país.

HISTÓRICO

2007

Tata Martino enfrentou Argentina pela primeira vez na Copa América de 2007 quando dirigia a Seleção do Paraguai. Os argentinos bateram os paraguaios por 1 a 0 na fase de grupos e quem fez o gol foi Mascherano. Ayala, que atualmente auxilia Scaloni, participou desse embate.

Leia também:

Eliminatórias para Copa do Mundo de 2010

Tata conseguiu um empate por 1 a 1 dentro do Monumental e bateu a Argentina, que na época era chefiada por Maradona, por 1 a 0. Os Guaranis confirmaram logo depois a sua participação nessa Copa da África e caíram para Espanha nas quartas de final por 1 a 0.

Última vez com Paraguai

Martino tomou outro revés em amistoso para Argentina de Sergio Batista. Esse duelo foi realizado perto da Copa América de 2011, que foi disputada em solo argentino. O placar ficou em 4 a 2 e quem representou a Argentina foram apenas os jogadores pertencentes aos times locais.

Goleada

Tata enfrentou Argentina como técnico do México por uma vez em setembro de 2019 e sofreu uma “lavada” de 4 a 0. “El Toro” Martínez assinalou três gols e Paredes deixou a sua marca. Esse duelo aconteceu no Estádio Alamodome, em San Antonio, nos Estados Unidos.

PROFISSIONALISMO

“Eu te perguntava: 'se você estivesse no meu lugar, o que você faria?' Certamente você procuraria o México para vencer. Não há outra resposta, porque eu trabalho para este time. Eu sei onde nasci, sei o nome do sanatório, em que ano, posso dizer as características da minha cidade (Rosário), mas tenho que fazer o impossível para que o México vença", disse Tata Martino em entrevista coletiva nessa sexta-feira (25).