Tabu, desfalques, feito inédito e premiação: como chegam Flamengo e Palmeiras à Supercopa

Lucas Humberto
·1 minuto de leitura

No próximo domingo (11), Flamengo e Palmeiras se enfrentam pela Supercopa do Brasil. Até aqui, os únicos compromissos do Rubro-Negro na atual temporada foram pelo Campeonato Carioca. O Alviverde, por sua vez, esteve envolvido no Paulistão e na Recopa. Agora, os tradicionais clubes duelam em partida única e nós reunimos as novidades finais dos elencos, comissão técnica e prováveis escalações. O apito inicial será soado às 11h, no Estádio Mané Garrinha (Brasília).

Vale lembrar que o torneio premiará o vencedor em R$ 5 milhões, enquanto o derrotado sai com R$ 2 milhões.

Flamengo

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A Supercopa só teve três edições até agora. Em 1990, o Grêmio triunfou sobre o Vasco e acabou levando a primeira taça da competição. No ano seguinte, o Corinthians superou o Flamengo e sagrou-se campeão. O torneio só retornou ano passado, quando o próprio Rubro-Negro venceu o Athletico-PR. Isso significa que os comandados de Rogério Ceni entram em campo com a possibilidade de se tornaram os únicos bicampeões.

O Mais Querido só estará desfalcado de Pedro, que ainda está se recuperando de uma lesão na coxa. Embora seja uma perda significativa, o atacante não é titular absoluto. Assim, o Fla irá com força total para vencer.

Uma provável escalação é: Diego Alves; Isla, Willian Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego, Gerson, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabriel Barbosa.

Favorito ou não, fato é que Gabigol e seus companheiros só tiveram uma derrota no mês de março, sendo que o revés veio para o maior rival Fluminense, pelo Campeonato Carioca.

Palmeiras

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.