Título distante e briga pelo G4: os objetivos do São Paulo no Choque-Rei

LANCE!
·3 minuto de leitura


O São Paulo entra em campo nesta sexta-feira (19) para enfrentar o Palmeiras, em partida atrasada que vale a 34ª rodada do Brasileirão. Com o rival sem ter pelo o que brigar no campeonato, o Tricolor jogada pensando em se manter no G4, mesmo que ainda haja uma chance remota de título, embora improvável.


Simule a briga pela vaga no G4! Confira como está o São Paulo no Brasileirão!

Atualmente no quarto lugar, mas empatado em pontos com o terceiro colocado, o Atlético Mineiro, o São Paulo tem um jogo a mais para disputar em comparação aos rivais pelas quatro primeiras posições da tabela, o Galo e o Fluminense.

O Tricolor Paulista tem dois pontos a mais do que o Flu, mas, caso vença a partida atrasada com o Palmeiras, pode aumentar a diferença para cinco pontos, precisando somar somente dois pontos nos dois jogos restantes, que serão disputados contra o já rebaixado Botafogo e contra o Flamengo, que pode chegar na última rodada sem chances de ser campeão, caso perca para o o Internacional uma partida antes de enfrentar o São Paulo.

É importante ressaltar que o Palmeiras também pode terminar o campeonato no G4, mas, caso isso aconteça, a zona de classificação ficaria uma vaga maior, virando o G5, uma vez que o alviverde já está classificado para a Libertadores da América, não alterando a disputa entre as outras equipes.

Já o Grêmio, atual sétimo colocado com 56 pontos, pode alcançar o São Paulo em pontos, mas não consegue mais entrar no G4 pois não vence no critério de desempates (número de vitórias) nem contra o Tricolor Paulista e nem contra o Galo.

Ou seja, o São Paulo vai aos gramados contra o seu rival buscando encaminhar a sua permanência no G4. Uma vitória no Choque-Rei é importantíssima para que o time ganhe tranquilidade na reta final do Campeonato Brasileiro.

Já o alviverde não briga por mais nada no Brasileirão e, inclusive, já se prepara para a final da Copa do Brasil, no dia 28 de fevereiro, contra o Grêmio.

A IMPROVÁVEL E REMOTA CHANCE DE TÍTULO

Quanto à improbabilidade de um cenário onde o São Paulo se sagra campeão brasileiro, essa vem do fato de que, para isso se concretizar, a equipe precisa de uma combinação específica demais de resultados.

A matemática é a seguinte: o São Paulo tem 62 pontos e ainda disputará três partidas, podendo, caso vença todas, chegar a 71 pontos. Para que o líder Internacional (69 pontos) e o vice-líder Flamengo (68 pontos) não terminem na frente do Tricolor, eles não podem mais vencer os dois jogos que tem pela frente, além do time do Morumbi ter que vencer todos os seus confrontos restantes.

Portanto, as equipes teriam que empatar o confronto direto que disputarão no próximo domingo (21), no Maracanã, às 16h e ainda precisariam perder seus respectivos jogos da 38ª rodada, na qual o Flamengo vai ao Morumbi enfrentar justamente o São Paulo e o Inter receberá o Corinthians no Beira-Rio, os dois jogos no dia 25 de fevereiro, às 21h30.

Assim, o torcedor que, em dezembro, vibrava com o time em primeiro lugar na competição está frustrado com a queda de rendimento e com a improbabilidade de uma taça que, em certo momento da temporada, parecia certamente pertencer ao São Paulo.