Título do Bayern na Champions passada é grande notícia para o Real Madrid; saiba o porquê

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

O hexacampeonato europeu do Bayern de Munique em 2019/20, selado com a vitória por 1 a 0 sobre o PSG em Lisboa, foi muito comemorado na Baviera, já que tornar a conquistar a Champions era a grande prioridade do clube. Há, no entanto, uma outra torcida que deveria ter comemorado bastante o título alemão: a do Real Madrid. Quer saber o porquê? A gente explica.

Desde a virada do século, uma escrita interessante e curiosa se mantém e se replica de tempos em tempos: sempre que o Bayern de Munique conquista a Champions League, o campeão europeu do ano seguinte é o Real Madrid. Ver o gigante alemão erguendo a Orelhuda, portanto, é um ótimo presságio para o clube da capital espanhola.

Real Madrid é o maior campeão europeu com 13 taças | DANI POZO/Getty Images
Real Madrid é o maior campeão europeu com 13 taças | DANI POZO/Getty Images

Tudo começou em 2000/01, quando o gigante alemão conquistou seu quarto título europeu ao bater o forte time do Valencia nas penalidades. No ano seguinte, o Real Madrid venceu o alemão Bayer Leverkusen por 2 a 1 e chegou ao nono título de Champions de sua história.

12 anos se passaram até um 'padrão' se estabelecesse com a repetição deste enredo: em 2012/13, o Bayern faturou seu quinto troféu vencendo o Borussia Dortmund na decisão, final sucedida pela épica batalha entre Real e Atlético de Madrid, no Estádio da Luz, quando Sergio Ramos empatou o jogo no 'apagar das luzes' e abriu caminhos para a virada merengue na prorrogação.

Título europeu do Bayern de Munique costuma preceder conquista do Real no ano seguinte | David Ramos/Getty Images
Título europeu do Bayern de Munique costuma preceder conquista do Real no ano seguinte | David Ramos/Getty Images

Apontado por muitos como o grande candidato ao título nesta temporada, o Bayern de Munique sonha com a defesa de título, algo que o Real Madrid conseguiu fazer com maestria entre 2015 e 2018, quando foi tricampeão europeu consecutivo sob a batuta de Zidane. O gigante espanhol, por sua vez, jogará para manter esta curiosa escrita de prosperar nos anos seguintes a títulos do rival alemão.