Tenius mostra confiança com o Botafogo: 'O treinador que chegar vai pegar a equipe vindo de vitória'

LANCE!
·2 minuto de leitura


O Botafogo terá cara nova na casamata. Ainda sem um treinador definido, Flávio Tênius, preparador de goleiros, comandará a equipe diante do Ceará, neste sábado, às 17h, pela 19ª rodada do Brasileiro. Nesta sexta-feira, o agora técnico afirmou que o conhecimento do elenco pode ser um fator positivo.

- Toda a partida, independente da função, é sempre um desafio. O Botafogo é gigante e disputamos um campeonato muito difícil. Não é minha primeira função, mas como estou aqui há bastante tempo, conheço os atletas acho que posso ajudar. Vou fazer o meu melhor e procurar voltar às vitórias - analisou.

Tênius não espera muitas mudanças no Botafogo para enfrentar o Vozão. Bruno Lazaroni, antigo treinador, foi demitido na última quarta-feira. Desde então, foram três treinos com o preparador de goleiros, mas ele confia em um resultado positivo.

- O trabalho está todo redondinho. Os setores funcionando bem. Os resultados não estão acontecendo, mas é uma situação totalmente mutável. Fizemos partidas muito boas no campeonato. É uma situação que incomoda todos nós. Procuro, com meu conhecimento do clube, ajudar. Fico satisfeito de a gente poder ajudar e tenho certeza que o treinador que chegar vai pegar a equipe vindo de uma vitória - afirmou.

- Quando as coisas não estão acontecendo a gente tem que dar uma 'mudadinha'. Não está sendo suficiente o que está a gente entregando dentro do campo. Tivemos pouco tempo, mas a gente conseguiu mudar algo. O Lúcio Flávio me ajudou muito. A gente vai tentar ajeitar alguma coisa ou outra. Não continuarei treinador, mas me deram essa incumbência de dirigir a equipe, não vou fugir da responsabilidade de colocar a minha visão - completou.

Tênius ressaltou que os jogadores estão incomodados com a atual situação do Botafogo. Na 16ª colocação, o Alvinegro está a ponto do Vasco, primeiro time na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro.

- A gente vê a entrega dos jogadores. Os resultados não vem acontecendo, mas os jogadores estão incomodados. Eles querem que chegue logo a hora do jogo logo para que eles possam dar a volta por cima. Vamos dar uma mudada, mas nada como se estivesse tudo errado. Futebol não muda de uma hora para outra. Tenho certeza que vamos reverter isso - finalizou.