Técnico de time de universidade americana, brasileiro aposta em mentoria: 'Equilíbrio mental'

Gabriel de Queiroz comenta estratégia para ter atletas fortes mentalmente (Foto: Divulgação/Faulkner University)


É comum que jovens atletas brasileiros deixem o país para buscar oportunidades no exterior, mas isso não é uma exclusividade de quem atua dentro da quatro linhas. Há mais de dez anos nos EUA, Gabriel de Queiroz é o principal treinador do time de futebol da Faulkner University.

Com um calendário muito mais enxuto que o do Brasil, os atletas acabam ficando ociosos em alguns momentos do ano. Porém, Gabriel encontrou uma forma de preencher esse espaço.

- Depois da temporada, temos as férias, que aconselho os atletas a relaxarem e se afastarem do futebol. Relaxar mesmo. Aí voltamos a rotina no final de janeiro, com treinos técnicos e academia, onde focamos no fortalecimento, mobilidade, flexibilidade, etc. Esse período dura umas 3 ou 4 semanas. Depois aumentamos a intensidade e voltamos a campo com força total pra jogar as partidas de primavera - declarou o treinador antes de completar:

- Como não estamos participando de nenhuma liga, apenas amistosos, abre espaço pra gente focar na área mental. Então busquei um livro que ajudasse na mentoria. Vamos formar grupos de estudo e discussão sobre assuntos e atividades vindas do livro.

O treinador explica que o intuito é de mudar a mentalidade dos atletas, para que todos tenham o mesmo foco e objetivo que é proposto pela comissão técnica.

- Esse estudo deve durar 12 semanas. Essa etapa faz parte do nosso trabalho de trazer os atletas pra mais perto da mentalidade que queremos, maturidade, equilíbrio mental - concluiu.