Técnico do Santos explica ausência de Fernández e nega esquema defensivo contra o Coritiba

·1 min de leitura
Fabián Bustos pediu calma aos torcedores do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)


A derrota do Santos para o Coritiba por 1 a 0, no Couto Pereira, não agradou a torcida do Santos. Pior do que o resultado, houve muitas críticas por conta da atuação do Peixe. João Paulo fez nove defesas importantes na primeira etapa.

>> GALERIA: Santos lança coleção em homenagem ao Charlie Brown Jr; veja fotos

A escalação também foi alvo de reclamações. Mas Bustos negou que a formação tenha sido defensiva e citou exemplos de como tentou armar a equipe de forma ofensiva.

- Hoje nós jogamos com linha de quatro, um volante de recuperação e um de jogo, e quatro ofensivos. Ângelo e Julio são ofensivos. Goulart e Angulo também. Tivemos Goulart no lugar de Baptistão e Angulo no de Marcos Leonardo, assim como Fernández e Zanocelo deram lugar a Maranhão e Sandry. Mas não estivemos bem no primeiro tempo - disse o técnico.

Bustos explicou o motivo da ausência de Rodrigo Fernández e Marcos Leonardo na equipe titular. Ambos começaram no banco de reservas e entraram na segunda etapa.

- As mudanças foram pela quantidade de jogos. Fernández chegou e jogou todas. Angulo e Marcos Leonardo estão no mesmo nível e podem jogar ambos, assim como os demais. O problema é que defendemos mal taticamente - completou Bustos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos