Técnico de Portugal revela insatisfação de Cristiano Ronaldo com reserva e diz: 'Deixem ele em paz'

Técnico esclareceu a situação com CR7 (Foto: EFE/EPA/Noushad Thekkayil)


Não poderia ser diferente. Na véspera da partida contra Marrocos, pelas quartas de final da Copa do Mundo, o técnico Fernando Santos respondeu sobre Cristiano Ronaldo ser reserva na goleada por 6 a 1 sobre a Suíça. O treinador português colocou panos quentes na situação e explicou que conversou com o astro português no dia das oitavas, após o almoço.

+ Artilheiros da Copa do Mundo 2022: veja lista de jogadores que marcaram

- Essa conversa aconteceu, mal seria se não tivesse acontecido. Sempre dei a escalação uma hora e meia antes, quando chegamos no estádio. Essa conversa tinha que acontecer, mas é verdade que não faço isso com todos .O capitão da equipe, sendo quem é e pelo que já fez pelo povo e futebol português, tinha que ter essa conversa com ele - iniciou Fernando Santos, deixando claro que CR7 não aceitou bem a nova condição na equipe.

+ Veja tabela e simule o mata-mata da Copa do Mundo

- Expliquei que não contava com ele para iniciar o jogo, mas disse que ele seria importante durante o jogo. Em termos estratégicos, pensei nisso, que o jogo seria complicado e a entrada do Cristiano ia resolver o jogo, e expliquei. O Cristiano, naturalmente, não ficou muito satisfeito, é óbvio. Alguém que é sempre titular, e ele disse o que achava. O contrário seria difícil, se ele dissesse ok. Conversa normal e tranquila em que expusemos pontos de vista. Ele não aceitou [ser reserva] de forma simples, mas foi tudo tranquilo - revelou.

O treinador português foi categórico ao afirmar que Cristiano Ronaldo jamais pediu para deixar a concentração da seleção portuguesa após a conversa. A hipótese foi publicada pelo jornal português "Record" e prontamente negada pela Federação Portuguesa de Futebol em nota oficial.

- Nunca disse que queria sair da seleção. Eu acho que está na moda apontar coisas do Cristiano. Como dizia o João Félix, não há exemplo melhor do que durante o jogo contra a Suíça. Cristiano saiu para o aquecimento com os reservas, comemorou os gols, e no final chamou os colegas para agradecer o público, e a única coisa que notaram foi ele descer sozinho. Deixem o Ronaldo em paz, ele não merece isso - esbravejou Fernando Santos.