Técnico dos Cavaliers diz que tem o trabalho mais difícil da NBA

Apesar da curta carreira de técnico, visto que está em sua segunda temporada como treinador na NBA, Tyronn Lue já é bem sucedido. O ex-jogador comandou o Cleveland Cavaliers na conquista inédita do time no último campeonato, e no atual a equipe já está na semifinal da Conferência Leste. Mesmo com os bons resultados, Lue declarou à ESPN norte-americana que tem o trabalho mais difícil da liga.

“É o trabalho mais difícil, de longe. Não gosto de toda a atenção da mídia, e é por isso que este trabalho é tão difícil, pois você está nos holofotes todo o tempo. É difícil porque o que você diz, se é algo errado, especialmente liderando essa equipe, vai se tornar viral. De qualquer forma, tenho passado por muitas coisas difíceis na minha vida, e só tento não ouvir as coisas de fora. Tudo que importa é que tenho o apoio do David Griffin (gerente geral dos Cavs), do Dan Gilbert (dono), dos meus jogadores, da cidade de Cleveland e do estado de Ohio”, disse.

Tyronn ainda comentou sobre a grande pressão sofrida pela imprensa, principalmente em relação aos três principais jogadores do time: LeBron James, Kyrie Irving e Kevin Love. O técnico optou por deixar os três atletas fora em alguns momentos da temporada, e isso não foi bem visto pela crítica. Por isso, o treinador exaltou as dificuldades da profissão.

“É por isso que eu sei que a mídia tem que fazer o que fazem, porque quando você tira alguém, eles gritam: ‘Oh, ele deve jogar, Michael Jordan nunca iria para o banco’. E então você coloca alguém por 42 minutos na partida: ‘Ele está jogando muito’. Se não joga, você fica louco. Se joga demais, também fica. Esta é a conclusão que tirei”, finalizou.

Nesta segunda-feira, os Cavaliers abriram a série contra o Toronto Raptors com vitória. O segundo jogo acontece nesta quarta, às 20 horas, novamente em Cleveland, e os atuais campeões buscam aumentar ainda mais a vantagem.