Técnico da seleção chilena considera um "risco enorme" jogar a Copa América no Brasil

·1 minuto de leitura
(arquivo) Martin Lasarte gesticula durante um amistoso entre Chile e Bolívia, disputado em Rancagua em 26 de março de 2021

O técnico da seleção chilena de futebol, o uruguaio Martín Lasarte, considerou nesta quarta-feira que é um "enorme risco" disputar a Copa América no Brasil, um dos países mais afetados mundialmente pela covid-19.

"Eu já disse antes, mas agora acontece isso de ser no Brasil: me parece um risco enorme, gigante, porque para mim a saúde vem em primeiro lugar, de longe a saúde vem em primeiro lugar. Eu simplesmente dou meu ponto de vista," disse Lasarte, em entrevista coletiva virtual na cidade de Santiago del Estero, um dia antes da partida entre as seleções da Argentina e do Chile pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

Lasarte disse que após o cancelamento da Argentina como sede da Copa América devido à covid-19 e a Colômbia por causa da convulsão social e a pandemia, ocorreram "estranhas mudanças", pois o Brasil continua na organização apesar de ser o segundo país com mais mortes por coronavírus, com mais de 465.000.

"Reparem que faltam apenas alguns dias, e íamos jogar num local, com um horário e agora vamos para outro local, não sabemos se vamos jogar no mesmo grupo. É estranho, é esquisito, como parece para todo mundo", disse o técnico uruguaio.

As seleções da Argentina e do Chile abrirão a Copa América no dia 13 de junho em um estádio a ser definido.

msa/ol/aam