Técnico do Chile critica Inter de Milão por "não cuidar" de Alexis Sánchez

·2 minuto de leitura
El chileno Alexis Sanchez celebra tras anotar en el duelo de su selección ante Colombia por las clasificatorias sudamericanas rumbo a Catar-2022, disputado en Santiago el 13 de octubre de 2020, sin público por la pandemia de covid-19
El chileno Alexis Sanchez celebra tras anotar en el duelo de su selección ante Colombia por las clasificatorias sudamericanas rumbo a Catar-2022, disputado en Santiago el 13 de octubre de 2020, sin público por la pandemia de covid-19

O técnico da seleção chilena, o colombiano Reinaldo Rueda, criticou nesta quinta-feira a Inter de Milão por não cuidar de Alexis Sánchez e pediu aos clubes europeus que respeitem o trabalho de sua comissão técnica.

Rueda disse que a Inter fez Sánchez jogar "45 minutos e depois 90", apesar de o jogador ter voltado à Itália com desconforto depois das duas primeiras rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo em que o Chile perdeu para o Uruguai (2-1) e empatou com a Colômbia (2-2) em outubro.

"Gostaria que a Inter tivesse prestado atenção quando Alexis voltou e tivessem cuidado dele, avaliado como nós fizemos", disse o treinador da 'Roja' em entrevista coletiva, a um dia da partida pelas Eliminatórias contra o Peru, em Santiago.

“Isso é algo que vai nos dois sentidos, não estamos na época colonial", acrescentou.

As declarações de Rueda ocorrem depois que a mídia italiana afirmou que na Inter - onde também joga Arturo Vidal - existe um mal-estar, pois foram solicitadas notícias diárias dos treinos das seleções que convocaram seus jogadores, pedido que não teria sido atendido por todos os países.

Rueda explicou que Sánchez apresenta "alguns incômodos" e que tem sido cuidado e avaliado para tomar a decisão final sobre se será incluído ou não na equipe titular que vai enfrentar o Peru nesta sexta-feira em Santiago.

"Esses jogadores se matam pela seleção, sempre dão tudo de si. Com o respeito que os clubes europeus merecem, gostaria que cuidassem melhor deles do que nós, que, da mesma forma que nós os respeitamos, eles também o fizessem", declarou.

Com um ponto conquistado nas duas primeiras rodadas, a pressão sobre Rueda para vencer o Peru e quatro dias depois a Venezuela é grande.

"As avaliações serão feitas após 190 minutos e s diretores”, encerrou o técnico.

Momentos depois a Inter de Milão divulgou um comunicado comentando a fala de Rueda: "A Inter de Milão considera que as declarações do técnico do Chile Reinaldo Rueda são inaceitáveis, ofensivas e não condizentes com a realidade", disse o time milanês.

"O clube sempre teve a máxima colaboração e excelentes relações com todo o pessoal dos representantes nacionais", acrescentou.

A Inter relembrou os problemas físicos que Alexis Sánchez sofreu no passado, depois de jogar na 'Roja'.

"No caso particular de Alexis Sánchez, o jogador teve um problema físico em quase todas as convocações para sua seleção. Em uma delas sofreu uma lesão grave que o afastou dos gramados por três meses. Isso representou um sério prejuízo esportivo para o clube, que sempre esteve atento à saúde de seus jogadores", indicou o clube italiano.

msa/pa/gfe/aam