Técnico do Celta de Vigo afirma ser contra cinco substituições no futebol


O retomo do futebol profissional no mundo diante de uma pandemia global apresenta diversas limitações que variam em cada país. No entanto, há uma medida que gera bastante discussão: a possibilidade de efetuar cinco substituições ao longo das partidas. Com isso, em entrevista à 'Cadena Cope', o treinador do Celta de Vigo, Óscar García, afirmou ser contra a mudança.

Além disso, o técnico espanhol, de 47 anos, alegou que este sistema irá apenas beneficiar as equipas grandes, que tem um plantel mais qualificado e a possibilidade de usar mais jogadores de seu elenco. García assinou com o Celta em novembro de 2019 e dirigiu a equipe em 18 jogos até o momento.

- Aqueles que não jogam nos grandes, são titulares em qualquer outra equipa. As trocas que essas equipas podem fazer são muito boas. A maioria dos jogadores são internacionais. A maioria das equipas pede jogadores emprestados às equipas grandes. Jogadores que nunca ou quase nunca jogam e que, talvez, sejam titulares em equipas como a nossa - afirmou.

Outro ponto destacado pelo técnico espanhol, é jogar de três em três dias após um longo período de inatividade em virtude do COVID-19. "Não estamos acostumados a jogar de três em três dias, depois de uma mini pré-época e com mais dias de folga do que no verão" salientou.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também