Técnico do Botafogo fala sobre Rafael Moura: 'A gente está fazendo com ele um trabalho de evolução gradativa'

·2 minuto de leitura


Rafael Moura entrou em campo no empate por 1 a 1 contra o Avaí, no último sábado, na Ressacada, aos 26 minutos da etapa final. Dessa maneira, o atacante completou o sexto jogo pelo Botafogo, mas, segundo o site ogol, ele tem apenas 68 minutos jogados com a camisa alvinegra.

Na coletiva de imprensa, o técnico Marcelo Chamusca lembrou que Rafael Moura passou por um longo período de inatividade, explicou que trabalhos de evolução gradativa estão sendo feitos e que, jogo a jogo, o camisa 9 ganha mais tempo dentro de campo para poder "ritmar".

> ATUAÇÕES: Marco Antônio faz golaço e recebe a maior nota do Botafogo

- O Rafael Moura é um atleta, que vem de um período, se eu não me engano, de 100 dias sem jogar. A gente está fazendo com ele um trabalho de evolução gradativa no aspecto físico e de ritmo de jogo. A cada jogo, estamos dando um pouquinho mais de tempo para ele poder ritmar e a tendência é: a partir do momento em que ele evoluir no aspecto de ritmo de jogo e no aspecto físico, a gente utilizar ele um pouco mais - disse Chamusca, que ainda completou.

- Nenhum atleta que é contratado vem para ser titular absoluto, não tem fundamento no futebol ainda mais no futebol de hoje, em uma competição como a Série B, onde você joga de três em três dias. Você tem que preparar os jogadores e deixar todos os jogadores em condição para jogar todos os jogos.

> Veja a tabela da Série B

Atualmente, o titular da posição é Rafael Navarro, atacante da base do Botafogo. Nesta edição da Série B, ele foi titular nas oito partidas disputadas pelo Alvinegro Carioca e marcou três gols. Questionado se a boa fase do camisa 99 tem influência na ausência de He-Man no time titular, Chamusca destacou apenas que é bom ter Navarro em um bom momento e ressaltou o período de inatividade de Rafael Moura.

- É muito bom a gente ter o Navarro em uma boa fase. Porque nos dá essa possibilidade e a gente trabalha para que todos os jogadores possam dar retorno e a gente possa condicionar e dar a melhor forma para aqueles que, no caso do Rafael Moura, chegou com um longo tempo de inatividade. Isso é uma questão natural que só depende do atleta, a gente está aqui para analisar e fazer as escolhas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos