Sylvinho tenta afastar pressão no Corinthians em jogo contra o Inter

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Antes de fechar com Sylvinho, o Corinthians teve propostas recusadas por dois técnicos, Renato Gaúcho e Diego Aguirre. Pouco mais de um mês após a negociação frustrada com o uruguaio, a equipe alvinegra vai encontrá-lo pela primeira vez neste sábado (3), contra o Internacional.

O treinador, com passagem pelo São Paulo, assumiu o elenco gaúcho há duas semanas e fará seu quarto jogo pela equipe no confronto pela nona rodada do Brasileiro.

Aguirre recusou assumir o time paulista afirmando não ter conseguido chegar a um "denominador comum" com a diretoria. O dinheiro e o elenco oferecido não o empolgaram.

Com Sylvinho não houve o mesmo problema. Pelo contrário, o treinador contou que levou três minutos para aceitar a proposta do Corinthians.

A rapidez na negociação, porém, contrasta com a demora para colocar a equipe nos trilhos, como queria a diretoria ao demitir Vagner Mancini.

Em dez duelos sob nova direção, foram só duas vitórias, com cinco empates e três derrotas. Durante o período, o time foi eliminado na terceira fase da Copa do Brasil pelo Atlético-GO e ainda figura na segunda metade da tabela do Nacional, com dez pontos.

Na última rodada, o Corinthians empatou com o São Paulo por 0 a 0, em Itaquera, em um clássico que ficou marcado pela falta de ofensividade das duas equipes. O problema tem sido frequente para o time de Sylvinho, que marcou seis gols e sofreu oito nas dez partidas com o treinador.

O Corinthians defende um longo tabu contra os gaúchos jogando em São Paulo. Desde 2009 a equipe colorada não vence os paulistas fora de casa. Foram oito vitórias corintianas e quatro empates nos últimos 12 anos.

CORINTHIANS

Cássio; Fagner, João Victor, Gil, Fábio Santos; Gabriel, Cantillo, Mateus Vital, Vitinho; Gustavo Mosquito, Jô. T.: Sylvinho

INTERNACIONAL

Daniel; Saravia, Lucas Ribeiro, Víctor Cuesta, Paulo Victor; Rodrigo Dourado (Johnny), Edenílson, Nonato, Lucas Ramos, Mauricio; Yuri Alberto. T.: Diego Aguirre

Estádio: Neo Química Arena, em São Paulo

Horário: 21h (de Brasília) deste sábado (3)

Juiz: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Transmissão: Premiere

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos