Sylvinho explica 'sufoco' do Corinthians no fim e diz que time ainda tem muito a melhorar

·3 minuto de leitura


Embora o Corinthians tenha conquistado uma importante vitória ao bater a Chapecoense por 1 a 0, nesta quinta-feira, o torcedor não gostou muito da pressão sofrida pelo time no fim do jogo, que exigiu que Cássio fizesse duas defesas para garantir os três pontos. Por essas e outras, Sylvinho precisou explicar o que causou o "sufoco" e afirmou que a equipe tem muito a melhorar.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja 30 técnicos brasileiros que estão sem clube

Em entrevista coletiva após a partida pela 10ª rodada do Brasileirão-2021, o técnico corintiano analisou a atuação do time na Arena Condá e viu bons momentos durante o duelo, até com a possibilidade de aumentar o placar. Com o desgaste físico e mental, a equipe acabou recuando e dando campo para o adversário levar perigo na busca pelo gol de empate no fim.

- Nós tivemos um primeiro tempo muito bom, jogando no campo do adversário por muito tempo, em busca de um gol, tivemos várias ocasiões e isso causa um grande desgaste físico e às vezes mental, porque você faz força, tem ocasiões de gols e não consegue estar em vantagem no marcador. No segundo tempo nós voltamos bem novamente para o jogo, sabíamos que dependíamos de um nível de concentração e entrega maior e conseguimos um gol. Tínhamos a condição de fechar o marcador e não fizemos - disse antes de completar:

- Time sente, sim, mas não é físico, é uma queda de muitas vezes de você não terminar o resultado, não fazer o gol e não fechar partida e manter o resultado aberto. Resultado perigoso, difícil, você continua atacando, com as possibilidades, mas o adversário também, faz mudanças, coloca mais jogadores na área e em qualquer bola longa, cruzamento, pode empatar o jogo. Foi em decorrência do desgaste e não fechar a partida antes.

Apesar da pressão sofrida, o Corinthians saiu de campo mais uma vez sem ser derrotado. Agora são seis partidas de invencibilidade com Sylvinho, que fez uma análise de seu trabalho até aqui em meio a uma maratona de jogos. Para ele, já há uma nítida evolução do trabalho, mas ainda há muito a melhorar.

- Nem conto os 12 (jogos), porque no dia a dia de trabalho, desde que cheguei é quarta e domingo, como não dá nem tempo de contar nada, nem menos a invencibilidade. Um time que está melhorando, organizando, tem muita coisa para fazer e melhorar. Atleta se entregando já o que a gente quer. Estamos acelerando etapas, mas não se pula. Mensagens que tem que ser dadas com o tempo em que seguir trabalhando. Feliz com as respostas que os atletas têm dado, de muita entrega, entendimento de conceitos e ideias. Bom, mas tudo o que é bom tem que ser melhor e a gente tem que melhorar bastante - concluiu.

O Corinthians agora viaja para Fortaleza, onde enfrenta o time Fortaleza, no Castelão, no próximo domingo, às 20h30, pela 11ª rodada do Brasileirão-2021. Com a vitória sobre a Chape, o Timão foi a 14 pontos e subiu para o 10º lugar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos