Swiatek sofre, mas avança no Australian Open

Jimmie 48 Photographer


A tenista suíça Iga Swiatek, número 1 do mundo, sofreu nesta segunda-feira, mas avançou à segunda rodada do Aberto da Austrália para garantir vaga na segunda rodada do primeiro Grand Slam da temporada.

A polonesa derrotou a alemã Jule Niemeier, 69ª colocada, por 6/4 7/5 e vai enfrentar a colombiana Camila Osorio na quarta-feira pela segunda fase.

Semifinalista em Melbourne no ano passado, Swiatek trabalhou duro em sua estreia. A jovem de 21 anos deixou claro antes do torneio que não estava levando Niemeier de ânimo leve, e a alemã mais uma vez provou ser uma partida difícil para o número 1 do mundo.

Se enfrentando pelo segundo Slam consecutivo, Niemeier já havia levado Swiatek a três sets no último confronto pelas oitavas de final do US Open.

Como a partida foi vencida: Niemeier manteve a pressão sobre o saque de Swiatek durante todo o primeiro set, mas quando a polonesa precisou de um grande ponto, ela conseguiu. Swiatek resistiu à pressão e salvou os dois break points que enfrentou e aproveitou a primeira chance de quebrar, quebrando o saque da alemã pela primeira vez para vencer o primeiro set.

"Honestamente, eu realmente queria estar focada em mim mesmo porque sei que Jule pode sacar de maneira incrível", disse Swiatek. "No US Open ela estava realmente usando as condições rápidas em que jogamos."

Niemeier revidou rapidamente no segundo set, ganhando uma primeira quebra do saque de Swiatek para construir uma vantagem de 3/1 e teve uma pequena abertura para ganhar uma vantagem duas quebras. Mas Swiatek mais uma vez agarrou para escapar de uma igualdade para diminuir a diferença para 3/2. Servindo para levar a partida para a decisão, Niemeier foi quebrada no melhor game de devolulçãi de Swiatek para empatar o placar em 5/5.


A partir daí, a devolução de Swiatek começou. Ela segurou a igualdade para avançar para 6/5 e, em seguida, jogou um excelente ponto para selar o game e garantir a vitória após 1 hora e 59 minutos.

Swiatek sobre como administrar as expectativas: "Com certeza, sinto as expectativas, que as pessoas querem um pouco como certo que vou vencer as primeiras rodadas", disse Swiatek aos repórteres após a partida. "Nem sempre é fácil. Cada partida é uma história diferente. Você tem que trabalhar muito para fazer isso, para vencer.

"Parece que, às vezes, eles não estão tratando você ainda como humano, mas mais como um robô que precisa vencer."