Swiatek: 'Nos entregamos tanto ao esporte, que é difícil ter equilíbrio'

San Diego Open


A polonesa número 1 do mundo, Iga Swiatek, também conversou com os jornalistas em Melbourne Park para falar das expectativas que tem para o início di Australian Open na noite deste domingo. Swiatek persegue título inédito.

Bicampeã de Roland Garros (2020 e 2022) e do US Open (2022), Swiatek estreia em Melbourne Park contra a alemã Jule Niemeier e aguarda por um jogo difícil.

"Joguei contra o Jule no US Open, foi uma partida muito intensa. Não vai ser fácil. Qualquer partida em Grand Slam é sempre mais intensa e estressante do que qualquer outro torneio. Estarei pronta. Não faz muito tempo que não jogamos contra, então posso aprender com aquela partida. Agora, eu sei como sua bola sai da raquete", destacou.

Swiatek assumiu o posto de número 1 do mundo na primeira semana de abril de 2022, logo após a aposentadoria da então número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty, e não saiu mais. A polonesa foi questionada sobre a aposentadoria de Barty e se analisou como substituta.

"Quando ela se aposentou, senti que ela ainda tinha o melhor tênis (do circuito). Fiquei triste pelo fato de não poder mais competir contra ela e talvez vencê-la. Por outro lado, isso me deu muita motivação e vontade de treinar ainda mais para ter mais variedade na pista (tal como Barty). Quando a enfrentei, senti que Ash tinha estilos de jogo e efeitos diferentes. Eu tenho um grande respeito por ela", ressaltou,

Com uma preparação semelhante a de 2022, Swiatek espera apresentar grande performance em Melbourne e talvez superar sua melhor campanha no torneio, as semifinais alcançadas em 2022, onde acabou derrotada pela norte-americana Danielle Collins.