Surpresa, Cuiabá chega a 22% de chances de ir à Libertadores; veja probabilidades do seu time

·2 minuto de leitura

A primeira campanha do Cuiabá após o acesso à Série A é um sucesso até o momento. Com 27 pontos conquistados em 20 jogos, o clube ocupa a 8ª colocação do Brasileirão, na zona de classificação à Copa Sul-Americana. Mas pode sonhar com mais: segundo a ferramenta Bola de Cristal do Brasileirão, do GLOBO, o auriverde tem 22,9% de chances matemáticas de conseguir uma vaga na Copa Libertadores de 2022.

No top 10 das equipes com mais chances matemáticas de ir à competição até o momento, o Dourado aparece em nono, logo à frente do Internacional (21,5%). No atual campeonato, a equipe de Jorginho se notabiliza pelo equilíbrio: é a sétima melhor defesa e o nono melhor ataque do Brasileirão. O aproveitamento é de 45%.

— Não é uma conquista minha, é de todo o grupo, comissão técnica e diretoria. Estamos muito felizes por esse momento, sabendo que não alcançamos nosso objetivo. Somos guerreiros, vamos trabalhar muito para alcançar, em primeiro lugar, os 45 pontos, e depois disso o céu é o limite — disse Jorginho após a vitória por 2 a 1 sobre o Juventude, no sábado.

A citação à marca de 45 pontos, almejada pelo técnico como número de ouro para evitar o rebaixamento, reforça o caminho de sucesso no objetivo inicial da equipe. O Cuiabá aparece com apenas 4,9% de chances de cair para a Série B.

Briga é grande

O líder Atlético Mineiro é o que tem mais chances de garantir a vaga na Libertadores: 99,69%. Além de Flamengo (94%) e Palmeiras (84%), terceiro colocado e vice-líder, respectivamente, a lista destaca Fortaleza (68,2%), Bragantino (63,1%), Corinthians (36,4%), Atlético-GO (28,1%) e Fluminense (24%), equipes à frente, matematicamente, dos mato-grossenses na briga pelas vagas no torneio. Confira a situação do restante das equipes na Bola de Cristal do Brasileirão, clicando aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos