Surfe: Mundial tem surto de Covid, e surfistas exigem cancelamento

·1 minuto de leitura


A etapa de El Salvador do Campeonato Mundial de Surfe, que dá pontos para as Olímpiadas de Tóquio, está paralisada por conta de um surto da Covid-19 entre os atletas. Entre os infectados está a brasileira Silvana Lima, que não tem sintomas. Ao todo, foram testadas 564 pessoas e 28 testaram positivo. São integrantes de 20 das 52 delegações.

Este mundial de surfe tem o selo de "amador" e é organizado pela ISL. Em 2021, serve como classificatória para as Olimpíadas. O principal evento ainda é a WSL e tem o brasileiro Ítalo Ferreira como atual campeão.

Apesar da paralisação, os atletas querem o cancelamento da competição. Já os organizadores batem o pé e querem a realização do torneio, que dá mais algumas vagas para as Olimpíadas. A maioria vem da WSL.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos