Surfe: Brasileiros vão bem e avançam ao round 3 na etapa de Teahupoo

Bicampeão mundial, Medina perde para australiano, mas segue na disputa (Foto: Matt Dunbar/WSL)
Bicampeão mundial, Medina perde para australiano, mas segue na disputa (Foto: Matt Dunbar/WSL)


Depois de três dias, finalmente, os surfistas entraram no mar neste sábado para a etapa de Teahupoo do Circuito Mundial de surfe (WCT) - a sétima da temporada. Pode-se dizer que o rendimento foi bom para os brasileiros. Medina, Filipe Toledo, Mineirinho, Italo Ferreira, Yago Dorá, Deivid Silva, Willian Cardoso avançaram para o round 3 da competição. Apenas Crisanto Peterson e Caio Ibelli vão à repescagem.

Logo na primeira bateria da primeira rodada, Gabriel Medina não teve bom rendimento. O bicampeão mundial terminou em segundo (6.13), atrás do australiano Soli Bailey (9.50), mas à frente do também brasileiro Peterson Crisanto (0.77), que vai disputar a repescagem.

Em seguida, Jadson André terminou na segunda posição (9.90), atrás do australiano Adrian Buchan (11.50). Em terceiro ficou o sul-africano Jordy Smith (3.00). Em outra bateria, Adriano de Souza, o Mineirinho, ficou em segundo na sua bateria (5.50), vencida pelo japonês Kanoa Higarashi (8.83). Na mesma contenda, Caio Ibelli foi o terceiro, com 3.70.




Quem também ficou na segunda posição foi Filipe Toledo. O brasileiro teve uma batalha complicada e somou 8.70. Na liderança, O surfista francês Joan Duru (9.37) também se classificou ao round 3. Tyler Newton (3.54) vai para a repescagem.

Yago Dorá ficou na segunda posição (11.20) e foi superado por Kolohe Andino (11.73), dos EUA. No entanto, passou por Matahi Drollet (5.56), da Polinésia Francesa. Deivid Silva também passou em segundo lugar (8.76). A lenda Kely Slater ficou em primeiro (10.63) e Frederico Moraes vai para repescagem (8.00). Willian Cardoso também ficou em 2º e avançou junto com o novo zelandês Ricardo Christie. Ryan Callinan, da Austrália não foi ao round 3.

Na nona bateria, Michael Rodrigues não conseguiu ir adiante. Ele terminou em terceiro lugar (9.34) atrás do havaiano Ezekiel Lau (12.66) e do australiano Julian Wilson (11.60), que avançaram. O último brasileiro a ir à água, Jesse Mendes também não avançou. Acabou em terceiro na bateria, com 6.26 somados, atrás dos australianos Owen Wright (11.33) e Wade Carmichael (9.36).

O único brasileiro a obter uma vitória em bateria no dia foi Italo Ferreira (12.16). Ele deixou para trás o francês Kauli Vaast (7.07) e o havaiano Sebastian Zietz (1.20). Italo e Vaast avançaram para a terceira rodada, e Zietz foi para a repescagem

Devido às ondas muito pequenas, a direção de prova optou por adiar a abertura da competição nos últimos dias. A janela vai até o dia 1º de setembro.








Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também