Surfe brasileiro faz bonito e volta do Pan com quatro medalhas

Yahoo Esportes
Delegação brasileira voltou de Lima com quatro medalhas na bagagem (COB)
Delegação brasileira voltou de Lima com quatro medalhas na bagagem (COB)

Por Emanoel Araújo

O Brasil fez bonito na estreia do surfe nos Jogos Pan-Americanos. Entre oito categorias que foram disputadas na tradicional praia de Punta Rocas, quatro tiveram pódio com integrantes da Tempestade Brasileira.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O carro-chefe da delegação brasileira foi o Stand Up Paddle, que trouxe três medalhas para casa. No Longboard veio uma conquista. E na mais tradicional categoria, nas famosas pranchinhas, o verde e amarelo não subiu ao pódio.

Leia também:

Stand up paddle

Lena Ribeiro foi a primeira surfista da história a cantar o hino em Jogos Pan-Americanos (Divulgação)
Lena Ribeiro foi a primeira surfista da história a cantar o hino em Jogos Pan-Americanos (Divulgação)

A primeira medalha brasileira – e do surfe na história dos Jogos Pan-Americanos – foi de Lena Ribeiro na modalidade race. Aos 38 anos, a atleta brigou pelas primeiras posições desde o início da corrida, mas sofreu uma queda no final que poderia ter acabado com o sonho do pódio. Poderia, pois suas principais adversárias também caíram e a brasileira achou um caminho mais fácil até a linha de chegada na areia.

Vitória histórica, ouro no peito e nome marcado para sempre como a primeira medalhista da história do surfe em Jogos Pan-Americanos.

Vinnicius Martins ficou com a prata no Stand Up Paddle race (Divulgação)
Vinnicius Martins ficou com a prata no Stand Up Paddle race (Divulgação)

Também na categoria race, Vinnicius Martins se inspirou na compatriota e também contou com uma arrancada no fim para garantir seu lugar no pódio. Terceiro melhor do mundo no último mundial, o brasileiro largou na frente, mas foi ultrapassado por dois adversários. O americano disparou, mas o peruano viu Vinnicius atropelar no final para conquistar a medalha de prata.

Nicole Pacelli conquistou o bronze no Stand Up Paddle (Divulgação)
Nicole Pacelli conquistou o bronze no Stand Up Paddle (Divulgação)

Nicole Pacelli é nome mais do que conhecido no Stand Up Paddle. Campeã mundial em 2013, a atleta de Maresias entrou como uma das favoritas ao título. Na semifinal, tudo parecia dominado, mas a colombiana Isabella Gomez achou uma onda nos últimos minutos de deixou o bronze para a brasileira.

Ouro, prata e bronze para o pessoal do SUP, que vem ganhando cada vez mais espaço no cenário do surfe mundial.

Longboard

Chloé Calmon confirmou o favoritismo e venceu no Longboard (Divulgação)
Chloé Calmon confirmou o favoritismo e venceu no Longboard (Divulgação)

Duas vezes vice-campeã mundial e atual líder do ranking, Chloé Calmon confirmou o favoritismo e conquistou a medalha de ouro nos pranchões. Desde o primeiro dia, a carioca mostrou que estava em um patamar superior ao de suas adversárias. Com domínio total das ondas em Punta Rocas, ela fez um somatório incrível na decisão contra a peruana Maria Fernanda Reyes e venceu com tranquilos 15.36 x 12.76.

A comemoração foi nos braços dos pais, que acompanharam cada bateria da filha em ondas peruanas. Gás para conquistar o mundo pela primeira vez nessa temporada.

Também no Longboard, Wenderson Biludo parou na repescagem e não conseguiu entrar na briga por medalhas. O mesmo aconteceu na categoria mais tradicional do esporte, as pranchinhas, com Robson Santos e Karol Ribeiro.

Vale lembrar que na categoria no qual o Brasil tem mais destaque no cenário internacional com Gabriel Medina e companhia, os melhores atletas não foram até Lima, pois calendários do Mundial de Surfe e do mesmo esporte nos Jogos Pan Americanos coincidiram – algo que não acontecerá nas Olimpíadas.

Confira mais notícias de surfe

Siga o Yahoo Esportes: Twitter | Instagram | Facebook | Spotify | iTunes

Leia também