Substituto de Fábio no Cruzeiro tem média abaixo de meio gol por jogo

Os números mostram o bom desempenho do goleiro Rafael na meta cruzeirense. Titular  desde a lesão de Fábio, Rafael tem uma média de 0,45 gols sofridos em 2017. Foram 11 jogos, entre Campeonato Mineiro, Copa do Brasil e Copa da Primeira Liga e apenas cinco gols sofridos. Pelo Estadual, o Cruzeiro foi vazado quatro vezes e uma vez pela Copa do Brasil. 

Rafael credita o bom desempenho a todo o time que vem realizando bons jogos. “Quando um time marca muitos gols temos o costume de dizer que o ataque vai bem e quando sofremos poucos gols é normal dizer que o mérito é do sistema defensivo. Claro que setor de marcação tem uma interferência direta, mas o nosso time marca muito bem e essa marcação começa lá na frente com os nossos atacantes. Por tanto, todos tem uma grande contribuição para que nosso time sofra poucos gols, disse. 

Rafael Atlético-PR Cruzeiro Campeonato Brasileiro 29102016


Rafael vive boa fase com a camisa celeste (Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro)

Mesmo dividindo a marca de 0,45 gols sofridos com o grupo, Rafael não esconde a satisfação de pode contribuir para o bom início de temporada do time Celeste.”Eu fico muito feliz em ver que estou contribuindo com o grupo. É muita responsabilidade defender um time do nível do Cruzeiro e este número mostra que estamos correspondendo as expectativas da comissão técnica, diretoria e torcida”, conta. 

Em 2016, Rafael já teve um bom desempenho. Com uma média de 0,82 gols sofridos no Campeonato Brasileiro, ajudou o time a se recuperar na competição. “Os goleiros do Cruzeiro trabalham muito. O Robertinho exige de todos nós dedicação e profissionalismo e nós estamos muito bem servidos de treinador de goleiros. Robertinho sempre chega com novos treinamentos, simula situações de jogo com alto grau de dificuldade, que ajuda a nos manter sempre bem preparados”, finaliza.

Rafael ja vestiu a camisa do Cruzeiro em 73 jogos e contra o Murici - AL, chegou ao seu 34º jogo seguido.