Suíça vence e mantém ponta em grupo de Portugal; Suécia e Bósnia goleiam

Redação Central, 25 mar (EFE).- Pragmática e eficiente como sempre, a Suíça venceu a Letônia por 1 a 0 neste sábado em Genebra e se garantiu por mais uma rodada na liderança do grupo B das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, o mesmo da seleção portuguesa, atual campeã europeia.

Ainda entre as partidas que começaram às 13h45 (de Brasília), Suécia e Bósnia fizeram valer o mando de campo e conquistaram goleadas importantes, respectivamente diante de Belarus e Gibraltar, para se manterem próximos aos primeiros colocados de suas chaves.

Quanto ao grupo B, a equipe dirigida pelo técnico Vladimir Petkovic não vem dando chances aos portugueses e, graças a um gol marcado por Drmic, aos 21 minutos do segundo tempo, tem 100% de aproveitamento após cinco jogos. Com isso, os suíços têm 15 pontos, enquanto Portugal, que ainda hoje receberá a Hungria, soma nove.

Pela mesma chave, Andorra enfim somou seu primeiro ponto em toda a classificatória ao empatar com Ilhas Faroe em 0 a 0 em casa. A equipe anfitriã segura a lanterna, enquanto os visitantes têm cinco pontos e aparecem em quarto lugar.

No grupo A, um dos mais difíceis das Eliminatórias europeias, a Suécia igualou os dez pontos da líder França, que mais tarde visitará Luxemburgo. Fosberg, com dois gols, Berg e Kiese Thelin com um cada, construíram o placar elástico na Friends Arena, em Solna.

O revés deixa Belarus praticamente sem chances de disputar o Mundial da Rússia, já que a seleção soma apenas dois pontos em cinco jogos.

Já a Bósnia fez 5 a 0 sobre Gibraltar, que perdeu todos os seus jogos até agora, e assumiu ao menos provisoriamente a vice-liderança do grupo H, com dez pontos, atrás apenas da Bélgica, que tem 13. Ibisivec foi o artilheiro do duelo na cidade de Zenica, com dois gols, enquanto Vrsajevic, Visca e Bicakcic balançaram a rede uma vez cada.

Distantes das primeiras posições da chave, Chipre e Estônia ficaram no 0 a 0 em Nicósia e têm apenas quatro pontos cada, ocupando o quarto e o quinto lugares, respectivamente. EFE