Suíça pode eliminar Portugal da Copa? LANCE! lista quatro pontos que tornam isso possível


A Suíça vai enfrentar Portugal nesta terça-feira, às 12h (de Brasília), em busca de uma vaga nas quartas de final da Copa do Mundo do Qatar. Depois de se enfrentarem em cinco oportunidades nos últimos anos, sendo três triunfos portugueses e dois suíços, as seleções se conhecem bem.

A reportagem do LANCE! listou quatro pontos que fazem com que seja possível uma classificação suíça em cima do time português.

> Artilheiros da Copa do Mundo 2022: veja lista de jogadores que marcaram

O fator Shaqiri

Xherdan Shaqiri é um dos principais jogadores da seleção suíça desde 2014, na Copa disputada no Brasil. O atacante marcou ou deu assistência para 13 dos últimos 27 gols da Suíça em grandes torneios. Contra a Sérvia, balançou as redes e se consagrou ainda maior para a equipe. Atuando como uma espécie de "coringa" no setor ofensivo, é um ponto forte que pode ameaçar os adversários.

Suíça - Shaqiri
Suíça - Shaqiri

Shaqiri é peça-chave na Suíça (Foto: Ina Fassbender / AFP)

Defesa cheia de lideranças

Xhaka e Sommer são outros dois "chefes" da seleção suíça. Xhaka sempre foi fundamental para a equipe, sendo um capitão, um líder e uma espécie de instrumento na transição da defesa para o ataque. Sommer, por sua vez, continua sendo um dos goleiros mais regulares do mundo, fazendo grandes defesas e sendo necessário para que a Suíça mantenha um ótimo nível defensivo.

Manuel Akanji e Rúben Vargas continuam fazendo a "ponte" para que os defensores sejam cobertos e os atacantes recebam boas bolas na frente, sendo cruciais para o estilo de jogo de Murat Yakin.

Suíça - Xhaka
Suíça - Xhaka

Xhaka é um capitão de confiança (Foto: JAVIER SORIANO / AFP)

> Confira a classificação e tabela completa da Copa do Mundo!

Poucos gols sofridos

A Suíça não leva muitos gols sob o comando do técnico Murat Yakin. No geral, foram somente 13 bolas na rede suíça, sendo que a equipe sofreu mais de um apenas em três dos quinze jogos. A defesa segue sendo "paciente, sólida e teimosa" para passar partidas em branco, tentando "forçar", agora, que os atacantes de Portugal estejam em boa fase para desbloqueá-la.

Suíça - Sommer
Suíça - Sommer

Sommer é um goleiro regular (Foto: Fabrice COFFRINI / AFP)

Estilo de jogo contundente

A Suíça é uma equipe experiente, estabelecida na formação 4-2-3-1, que mostrou ser a mais adequada para este grupo. O técnico Murat Yakin só mexeu no estilo de jogo quando precisou, por causa de lesões ou suspensões. É um time que sabe como atacar, dependendo do adversário, como foi com Camarões e Sérvia, e defender, caso pense que o contra-ataque seja a melhor opção, como foi contra o Brasil.

A partida das oitavas será a primeira de mata-mata de Murat Yakin, que provavelmente pensará em manter a paciência da equipe, construindo os ataques de trás, mesmo sob pressão intensa. Talvez o controle de bola pertença à seleção portuguesa, fazendo com que os "trunfos" suíços apareçam.