Suíça e Camarões buscam quebrar jejum histórico pelas quartas da Copa

SÃO PAULO, SP (AGÊNCIA BRASIL/FOLHAPRESS) - Se a tetracampeã Itália está fora da Copa, a Suíça é, em parte, responsável. Número 15 do ranking da Fifa, a equipe ficou à frente dos italianos nas Eliminatórias Europeias e obteve vaga direta para o quinto Mundial seguido, um recorde do país, que caiu nas oitavas da última edição, na Rússia.

Os suíços estreiam no Qatar nesta quinta-feira (24) contra o Camarões, às 7h (de Brasília), no Al-Janoub, em Al-Wakrah. Completam o Grupo G o Brasil e a Sérvia.

O time comandado por Murat Yakin tenta chegar, ao menos, às quartas de final, repetindo as campanhas de 1934, 1938 e 1954 -desde então, a seleção não conseguiu passar das oitavas em Mundiais.

Na última Eurocopa, a Suíça eliminou a França, campeã mundial. Os suíços perdiam por 3 a 1, empataram e decidiram nos pênaltis a classificação, mostrando que o país, historicamente defensivo, sabe ser ofensivo. Os meias Xherdan Shaqiri e Granit Xhaka, com mais de cem jogos pela seleção, são os líderes do elenco.

A seleção suíça deve estrear em campo nesta Copa com: Yann Sommer; Ricardo Rodriguez, Nico Elvedi e Akanji, Widmer; Sow, Xhaka e Freuler; Ruben Vargas, Embolo e Shaqiri.

O Camarões, por sua vez, chega ao Qatar buscando quebrar um jejum de mais de 30 anos.

Na Copa da Itália (1990) a seleção camaronesa venceu a Argentina na estreia. Aquele elenco, com Roger Milla como protagonista, chegou às quartas de final. Desde então, os camaronenses não vão a um mata-mata, e venceram apenas um de 15 jogos em Mundiais.

O clima foi tenso na reta final das Eliminatórias, com a demissão do técnico português Toni Conceição -com interferência do presidente da República, Paul Biya- e a contratação do ídolo Rigobert Song. A classificação veio nos acréscimos do segundo tempo da prorrogação contra a Argélia, fora de casa.

O goleiro André Onana, da Inter de Milão, e o atacante Eric Choupo-Moting, do Bayern de Munique, são os destaques de Camarões, que ocupa a 43ª posição do ranking da Fifa.

Sem desfalques confirmados, Song deve começar a partida com: Onana; Tolo, N'Koulou, Castelletto e Fai; Ekambi, Hongla, Ntcham e Bryan Mbeumo; Choupo-Moting e Aboubakar.

Estádio: Al-Janoub, em Al-Wakrah (Qatar)

Horário: ÀS 7h (de Brasília) desta quinta-feira (24)

Árbitro: Facundo Tello (Argentina)

VAR: Mauro Vigliano (Argentina)

Transmissão: Globo, SporTV e Globoplay