Suárez justifica escolha pelo Grêmio: 'Grande clube da América'

Suárez foi apresentado ao torcedor do Grêmio (Rodrigo Fatturi | Grêmio FBPA)


Aos 35 anos, Luis Suárez foi apresentado nesta quarta-feira como novo centroavante do Grêmio. Logo depois do contato com a torcida, o uruguaio compareceu à sala de imprensa da Arena. Vestido com o manto tricolor, Suárez deixou claro que desafio foi o principal fator ao topar a proposta do time.

- Gosto dos desafios difíceis. É um desafio que me move porque (o Grêmio) veio da Série B e é um lugar que nunca deveria ter estado. É uma forma minha junto com o Grêmio de mostrar que posso continuar jogando num grande clube da América. Os amigos sempre estão para ajudar, aconselhar e apoiar nas decisões - afirmou.

+ Suárez é tricolor: confira a recepção da torcida do Grêmio ao craque uruguaio no aeroporto


Sincero, Luisito também falou que não precisa de adaptação ao futebol brasileiro e aposta na sua forma física para projetar a estreia.

- Creio que a melhor preparação, tanto física e médica, é o dia a dia. Falar com os médicos e treinador. Hoje, me sinto muito bem. E, obviamente, não necessito de uma adaptação em futebol brasileiro. Nunca acreditei nas adaptações do futebol. Sou assim. Sim, necessito tempo para ficar bem como eu quero ficar. Não posso dizer quanto tempo -.

Por fim, Suárez falou sobre a recepção da torcida, onde transfere a responsabilidade para si na hora de render em campo.

- Me confirmaram 100% a decisão que eu tomei. Agora, está em mim pessoalmente assumir essa responsabilidade e conviver com essa pressão. Toda minha carreira foi assim, com a crítica, eu assumo essa responsabilidade e é assim que eu mais rendo -.