Streamer Gabi Cattuzzo perde patrocínio após comentário polêmico no Twitter

Márcio Pacheco
Divulgação
Divulgação

A influenciadora digital Gabi Cattuzzo, conhecida por seus vídeos com videogames, se envolveu em uma polêmica nas redes sociais nos últimos dias que custou seu contrato com Razer, uma das marcas mais famosas de acessórios e aparelhos para games e computadores.

Tudo começou na última sexta-feira (22), quando Gabi postou em seu Twitter uma foto em que aparece montada em um touro mecânico, sendo que um dos seus seguidores comentou: “Pode montar em mim à vontade“.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também

Enfurecida com o comentário do seguidor, a gamer escreveu: “Sempre vai ter um macho fodido pra falar merda e sexualizar mulher até quando a mulher tá fazendo uma piada, né? É por isso que homem é lixo“.

A afirmação que “homem é lixo” foi o que começou a polêmica, quando um outro seguidor entrou na conversa e comentou que não precisava generalizar, o que rendeu outro post da influenciadora, que desagradou ainda mais os internautas.

Precisa [generalizar] sim. Quando a gente fala esse tipo de coisa vem os caras ‘ai, mas não generaliza, não é todo mundo’ e na primeira oportunidade fica sendo escroto com mina. Homem que não é merda é exceção, não maioria. Tem que generalizar mesmo pra ver se esses filhos da puta acordam“, disse ela na rede social.

A postagem foi parar nos assunto mais comentados do Twitter e também gerou uma discussão sobre o machismo no mundo dos games. Apesar de várias críticas de internautas (homens e mulheres) por causa da generalização, Gabi também recebeu muitas mensagens de apoio no post, que já foi deletado.

Muitos internautas como a Ayu Brazil, outra influenciadora digital, começaram a chamar a atenção da Razer e pedir a cabeça de Gabi por ser agressiva e extremista, dizendo “que sua embaixadora está despejando ódio gratuito contra seu público alvo. Ou os homens não são os MAIORES consumidores do seu produto? Muito interessante a forma como vocês escolhem essas representantes da sua marca“.

 

A Razer Brasil, por sua vez, resolveu se posicionar no assunto afirmando que Gabi nunca foi porta-voz ou embaixadora da marca, mas que ela fazia parte de um time de influenciadores para divulgar os produtos, e que o contrato com a jovem não seria renovado. Leia a declaração completa abaixo:

 

Após a treta toda, com direito a discussões entre as duas influenciadoras no twitter, Gabi postou outra mensagem pedindo desculpas pela “reação grosseira ao rapaz que fez uma piada de mal gosto”.

 

Ela também pediu desculpas por um vídeo de 2017, recuperado pelos internautas para engrossar sua imagem de “preconceituosa” e “agressiva”, onde ela aparece em um trecho da transmissão xingando espectadores da sua live.

Por fim, Gabi publicou que ficará longe das redes sociais por um tempo devido a ameaças à sua família e amigos, e que usará o tempo “para refletir como posso melhorar como pessoa em relação a tudo o que aconteceu“.

 

Veja outras notícias do mundo dos Games

Assista a novos trailers de jogos

Leia também