STJD tira Abel Ferreira de clássico contra o Santos - entenda o motivo da punição ao técnico palmeirense

·2 minuto de leitura

O Palmeiras tem umas baixa de peso para o clássico de sábado, contra o Santos, pelo Campeonato Brasileiro. E ela está fora das quatro linhas. Nesta quinta-feira, o O Pleno do STJD julgou recurso do Verdão e da Procuradoria contra decisão de primeira instância que puniu o o técnico Abel Ferreira com uma partida de suspensão por desrespeitar a arbitragem na final Supercopa do Brasil. Pois a pena, por unanimidade de votos, acabou majorada para dois jogos.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Abel esteve presente na sessão, e sua defesa, através do advogado Alexandre Miranda, tentou a absolvição com base na conduta do treinador. "O que foi relatado pela arbitragem foi uma inverdade. Precisamos desmistificar o caso. Técnico jovem, se adaptando ao futebol brasileiro, primário. A Procuradoria diversas vezes se reporta a expressão infrator contumaz a quem não tem nenhuma condenação nessa corte", disse. Por sua vez, o procurador-geral Roberto Placente argumentou de forma contrária. "Em relação aos fatos e ao processo, quando ele diz o que o árbitro era tendencioso ele quis dizer que o árbitro era parcial, unilateral e está beneficiando um time em detrimento de outro. Outro ponto que se precisa destacar, o Abel Ferreira tem duas expulsões e seis amarelos em apenas cinco meses."

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Relator do processo, o auditor Sérgio Leal Martinez justificou e anunciou seu voto, que foi acompanhado pelos colegas Luiz Felipe Bulus, Ivo Amaral, Paulo Sérgio Feuz e José Perdiz de Jesus. "Após minuciosa análise dos autos e provas denota-se que o treinador Abel assumiu conduta contrária à disciplina caracterizando o tipo infracional ao artigo 258 ao contestar de forma acintosa as decisões da arbitragem mesmo após ter sido advertido anteriormente. Em depoimento ele confirmou que contestou contrapondo apenas as palavras narradas. Ainda que dissesse apenas que a partida merecesse uma arbitragem melhor também seria uma infração desrespeitosa. Não há prova contrária à súmula", afirmou. O clássico, válido pela 11ª rodada do Nacional, será no Allianz Parque, às 16h30min.

Para mais notícias do Palmeiras, clique aqui.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos