STJD dispõe de laudos que atestam falsificação do Inter no caso Victor Ramos

Victor Ramos, jogador do Vitória, durante partida contra o Atlético-PR, válida pela trigésima quarta rodada do Campeonato Brasileiro 2016.

O caso Victor Ramos ganhou um novo desdobramento nesta quinta-feira. Em nota oficial, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) afirmou que a perícia comprovou a falsificação de e-mail por parte do clube gaúcho. A informação é do “GloboEsporte.com”.

Em dezembro do ano passado, o Inter apresentou ao STJD um documento com 42 páginas em que pede a investigação de supostas irregularidades cometidas pelo Vitória na inscrição do zagueiro Victor Ramos no Brasileirão.  Essa denuncia era encarada como um trunfo do Colorado para tentar escapara do rebaixamento no Nacional. O clube gaúcho pedia que o tribunal punisse o clube baiano com a perde de pontos dos jogos disputados pelo zagueiro até então.

No dia seguinte a apresentação da denuncia, a CBF enviou ofício ao STJD em que alega que os documentos usados pelo Internacional no processo foram adulterados e pediu a impugnação do processo.

Na ocasião, o Inter garantiu a autenticidade dos documentos e fez um pedido de reexame do caso. Sem ter sucesso no STJD, o clube gaúcho então levou o caso à Suíça. Especificamente no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS).  O julgamento está marcado para o próximo dia 4 de abril. Leia o comunicado do STJD:

“As oitivas foram agendadas para a data de hoje após Mauro Marcelo ter finalizado a parte investigativa do inquérito e recebido os laudos/pareceres elaborados por peritos de São Paulo e Rio de Janeiro, que comprovaram a falsificação de parte dos e-mails inseridos em processos de interesse do Inter, tais como adulterações de: “forma e conteúdo, subtração de palavras, textos, nomes e frases, além de inserção indevida de palavras, letras e assinaturas, modificações essas de conteúdo capazes de descaracterizar o seu sentido original”.