STJD adia julgamento da denúncia do Santos contra o Flamengo

·1 minuto de leitura


O Presidente da quinta comissão disciplinar do STJD, Otacílio de Araújo Neto, decidiu retirar da pauta do próximo dia 8 o processo envolvendo o Flamengo e Andreas Pereira pela escalação do jogador no jogo contra o Santos. A expectativa é que o assunto volte ao STJD no próximo dia 15 de outubro.

De acordo com as orientação da Anvisa, Andreas teria de ficar em quarentena por duas semanas por conta da pandemia da COVID-19, o que não aconteceu. O jogador participou da partida, que ocorreu no dia 28, e marcou um dos gols da goleada do Flamengo por 4 a 0, na Vila.

O clube do Rio de Janeiro foi denunciado no artigo 191 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que prevê multa de R$ 100 a R$ 100 mil. Já para o jogador, as regras do CBJD dizem que “Se a infração for cometida por pessoa jurídica, além da pena a ser-lhe aplicada, as pessoas naturais responsáveis pela infração ficarão sujeitas a suspensão automática enquanto perdurar o descumprimento”, ou seja, o jogador também pode ser punido.

Vale lembrar que o Santos protocolou junto à CBF uma reclamação formal pela participação de Andreas Pereira no jogo. Num documento com 18 páginas, o Santos reforçou que sempre cumpriu todos os protocolos determinados na pandemia e pede que seja aberto inquérito para que se investigue a situação.

A Procuradoria pede ainda que a CBF apresente o questionário epidemiológico preenchido pelo Flamengo para a escalação de Andreas na partida em questão, contra o próprio Santos, e a apresentação por parte da ANVISA dos formulários e documentos preenchidos pelo atleta ao entrar no Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos