STF recusa pedido do Flamengo e mantém título de 1987 com o Sport

Superior Tribunal de Justiça (STF) julgou, na tarde desta terça-feira (18), o recurso do Rubro-Negro Carioca, que pleiteava a taça do Brasileiro 1987

O Superior Tribunal Federal (STF) recusou, na tarde desta terça-feira (18), o recurso do Flamengo contra a decisão da Corte e assegurou que o Sport será mantido como o único campeão do Campeonato Brasileiro de 1987.

Quatro ministros participaram do julgamento envolvendo o pedido do Rubro-Negro Carioca. Os ministros Alexandre de Moraes e Rosa Weber foram contrários ao pedido do time do Rio de Janeiro. Torcedor declarado do clube, o ministro Marco Aurélio também decidiu pelo "não". Luís Roberto Barroso foi o único que foi favorável à divisão da conquista.

O caso estava parado desde agosto de 2016, quando o ministro Luís Roberto Barroso pediu vistas ao processo e suspendeu o julgamento.

Em 1987, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) atravessava grave crise financeira e se declarou incapaz de organizar o Campeonato Brasileiro. A partir daí, a Copa União foi organizada pelo Clube dos 13 com as principais equipes do país.

Na sequência, porém, a CBF resolveu fazer um campeonato com os clubes que ficaram de fora da Copa União. Os times foram divididos em dois módulos, o Verde (Clube dos 13) e o Amarelo (equipes reunidas pela entidade).

Flamengo e Internacional, campeão e vice do Módulo Verde, se recusaram a jogar um quadrangular final contra Sport e Guarani, campeão e vice do Módulo Amarelo. A polêmica se arrastou desde então.